Jair Ventura se nega a creditar derrota do Juventude a erros individuais de jogadores
 Fernando Alves/Juventude

Segue a luta do Juventude para não ser rebaixado no Campeonato Brasileiro 2021. Na 37ª e penúltima rodada do campeonato, a equipe visitou o Morumbi e foi derrotada por 3 a 1 pelo São Paulo. Após a derrota, Jair Ventura, treinador do clube gaúcho, analisou a partida e isentou qualquer atleta de culpa pelo resultado.

Falando sobre a partida, Jair lamentou, sobretudo, o último gol do cotejo. "O São Paulo começou pressionando como mandante, como nós fizemos dentro do Alfredo Jaconi, mas eles conseguiram marcar o gol muito cedo. A gente demorou para nos acharmos no jogo. No segundo tempo, começamos pressionando e diminuímos. Mas, quando parecia que iríamos empatar o jogo, acabamos sofrendo o terceiro gol", destacou o técnico.

No 4-4-2 de Jair Ventura, o time da Serra Gaúcha perdeu em todas as estatísticas na partida. O São Paulo, baseado no 4-3-3 de Rogério Ceni, teve 54% da posse de bola, 13 finalizações totais contra nove dos alviverdes (além de 6 a 3 nos chutes certos).

Sem culpados

No segundo tento sofrido pelo Papo, Douglas Friedrich espalmou a bola para frente e viu a pelota sobrar para Jonathan Calleri marcar. Na terceira, Rafael Forster não percebeu Luciano, que anotou. Apesar das falhas, Ventura não culpou atleta algum. "A gente sabe que os erros acontecem e não viemos aqui para caçar as bruxas. Os jogadores que falham também já nos ajudaram muito. Então, não tem culpado nem vilão, todos vão perder juntos e ganhar juntos. Todos nós somos culpados pelos momentos ruins", finalizou.

Na 38ª e última rodada do Brasileirão, o Juventude receberá o Corinthians na próxima quinta-feira (9), às 21h30 (Horário de Brasília). Simultaneamente, o São Paulo vai jogar contra o América-MG em Belo Horizonte/MG.

VAVEL Logo