Paulo Sousa cobra elenco: "Não podemos pensar no Carnaval antes de ganhar"
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O clima pesou no Flamengo após o empate em 2 a 2 com o Resende na tarde deste domingo pela Taça Guanabara. Na coletiva pós-jogo, Paulo Sousa cobrou publicamente mais profissionalismo dos jogadores do Flamengo e também mais "fome" na hora de finalizar as jogadas. O português foi direto ao reclamar da falta de intensidade na nona rodada.

Após estar perdendo de 2 a 0, o Flamengo buscou o empate na reta final do jogo. Achar o empate nos acréscimos não foi suficiente para o português. Paulo disse que seus jogadores não podem pensar no Carnaval antes de vencer as partidas.

"Mentalidade. Esse é o primeiro motivo (para as falhas nos gols). Tive a sensação de que no aquecimento a intensidade não tinha sido a melhor. O que queremos é o que apresentamos nos últimos minutos. Pressionar, buscar a bola, tentar o gol sempre. Tivemos a mentalidade certa e isso é o que quero do começo ao fim. Não podemos pensar no Carnaval antes de ganhar os nossos jogos. Temos de ganhar o jogo e depois nos divertir", disse Paulo Sousa.

Problema na pontaria

Novamente a pontaria é o foco das análises entorno do Fla. Agora contra o Resende, o Rubro-Negro finalizou 23 vezes. Dessas, 11 foram a gol, mas apenas dois gols marcados — um deles de pênalti. Em termos de chances claras de gol, o Flamengo teve cinco: duas perdidas por Gabigol, uma por Bruno Henrique e outra por Lázaro. E foi justamente esse desperdício que chamou atenção de Paulo Sousa.

"Repetição, a nível técnico. E procuramos, mesmo quando temos jogo no meio da semana, ter momentos para podermos ter um volume de trabalho de finalização. Uma das coisas que nos faltou bastante na primeira etapa: eles fizeram marcação individual, e ficamos estáticos. A entrada do Arrasca nos deu mais mobilidade e criou espaços para termos mais profundidade. Repito o que disse nas outras vezes: precisamos ter uma melhor mentalidade. Precisamos de fome para fazer gol. Precisamos crescer, e vamos trabalhar em cima dessa agressividade e mentalidade certas", justificou o português.

No primeiro tempo, inclusive, Gabigol perdeu suas duas chances claras, o que vem se tornando corriqueiro para o jogador neste começo de ano. Parte da torcida não gostou e começou a vaiar timidamente o camisa 9, que revidou com gestos à mesma torcida após empatar no com gol de pênalti.

Flamengo é o vice-líder da Taça Guanabara, com 20 pontos, quatro atrás do líder do Fluminense. Lembrando que o Rubro-Negro tem o Vasco na próxima rodada, antes de fechar a primeira fase contra o Bangu.

VAVEL Logo