Vida ou morte: ameaçado de rebaixamento, Santos recebe Água Santa na rodada final do Paulistão
Foto: Divulgação / Santos FC

Após fazer um Campeonato Paulista bem abaixo das expectativas e ter conquistado apenas duas vitórias em 11 jogos, o Santos recebe o Água Santa neste sábado (19), às 16h, na Vila Belmiro, precisando de uma combinação de resultados para evitar uma possível queda inédita para Série A2.

Matemática

O Peixe precisa somar pontos para que não seja rebaixado - uma vitória ou um empate já garantem que a equipe santista não seja alcançada pela Ponte Preta, que é a primeira equipe dentro da zona de rebaixamento na classificação geral.

Em caso de tropeço do time de Campinas, o Santos também se mantém na Série A1 independente de seu resultado. A única chance do time ser rebaixado será em caso de derrota para o Água Santa e uma vitória da Ponte contra o Ituano. O clima é tenso na Baixada Santista, elenco e diretoria vem recebendo muitas críticas nos últimos dias. 

Chance de avançar ao mata-mata

O Santos, porém, ainda sonha com a classificação para as quartas de finais. A equipe santista precisa de uma vitória contra o Água Santa, e torcer para um tropeço do Santo André contra a Inter de Limeira - o Ramalhão neste momento é o segundo colocado do grupo D com 12 pontos, e o Peixe vem logo atrás, com 11.

Está partida também conta com a estreia do novo comandante Fabián Bustos dentro da Vila Belmiro, que contará neste jogo com os retornos do meio-campista Carlos Sánchez e do lateral-esquerdo Felipe Jonatan, ambos se recuperavam de lesão. O zagueiro Emiliano Velázquez, suspenso, também retorna ao time. Ângelo, com problemas musculares será o desfalque da equipe, além de John e Madson que continuam afastados por lesões.

O Santos deve começar a partida com: João Paulo; Auro, Emiliano Velazquez, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Kaiky, Vinícius Zanocelo e Ricardo Goulart; Lucas Barbosa, Marcos Leonardo e Lucas Braga.

Virtualmente salvo

Já o Água Santa tem uma chance mínima de ser rebaixado, pois a Ponte Preta teria que tirar dez gols de saldo de diferença para conseguir ultrapassar o Netuno.

Porém a equipe de Diadema ainda sonha com uma classificação. Para que isso acontece, o Água Santa, que está em quarto no grupo A com 11 pontos, precisa de uma vitória contra o Santos e torcer por derrotas de Inter de Limeira e Guarani.

O Água Santa do técnico Serginho deve começar com: Victor Souza; Alex Silva, Marcondes, Jeferson Bahia e Alyson; Caique, Dadá Belmonte, Phillipe Guimarães; Lelê, Vinícius Reis e Álvaro.

Arbitragem

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

VAVEL Logo