Opinião: Flamengo se impõe no Maracanã em Domingo de Páscoa
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

O torcedor rubro-negro canta que “O Maraca é nosso”. E não está exagerando. Com mais de 60 mil torcedores presentes, o Flamengo mostra que está encontrando o caminho das vitorias, e presenteia seu torcedor com uma apresentação digna de Maracanã.

Flamengo veio a campo com a seguinte escalação:

Hugo Souza; Willian Arão, David Luiz e Filipe Luís; Rodinei (Isla, 18'/2ºT), João Gomes, Thiago Maia e Lázaro (Marinho, 18'/2ºT); Everton Ribeiro (Matheus França, 31'/2ºT), Arrascaeta (Andreas Pereira, 40/2ºTe Gabi (Pedro, 40/2ºT).

Antes da bola rolar o jogo era visto como um teste para o treinador Paulo Sousa, apesar de ter vencido seus jogos na Copa Libertadores, as apresentações da equipe não foram convincentes, e a pressão em cima da comissão técnica estava crescendo, mesmo com os 8 desfalques do time carioca, o Flamengo confirmou que vem evoluindo coletivamente e mostrando que com a força do elenco vai brigar pelos títulos da temporada.

Flamengo começou o jogo implacável na marcação pressão impedindo o São Paulo de sair para o jogo e em menos de 5 minutos o goleiro Jandrei já tinha feito duas grandes defesas impedindo o rubro-negro de abrir o placar.

Com muitas roubadas de bola no campo ofensivo principalmente por João Gomes, o Flamengo criava as melhores chances, até que aos 24 minutos em mais uma bola roubada por João Gomes, ele encontrou Lázaro na ponta, Gabigol fez a movimentação entre os zagueiros recebeu a bola e abriu o placar.

São Paulo se viu perdido tamanha a facilidade que o Flamengo chegava ao ataque, e para tentar impedir as ações do time carioca a equipe paulista fez muitas faltas, em uma dessas faltas David Luiz perdeu um gol cara a cara com a trave.

Ao final do primeiro tempo o São Paulo em sua única ida ao ataque acertou um belo cruzamento e empatou o jogo.

Com a volta do intervalo e com as mexidas de Paulo Sousa o Flamengo fez valer a força de seu elenco qualificado, com as entradas de Marinho, Isla e Matheus França o time da gávea ampliou o placar com uma passe lindo do João Gomes achando Isla que entrou na área e colocou a bola no canto fazendo um golaço, 3 minutos depois Marinho driblou entrou na área, cruzou para Arrascaeta de cabeça fechar a conta.

Revelações de Paulo Sousa na coletiva:

“Pelo que tenho visto o Pablo está próximo de voltar, e espero que o Bruno Henrique se recupere bem também. O Fabricio Bruno tem uma lesão até difícil de explicar e torcemos para que ele possa se recuperar”, disse Paulo Sousa.

Sobre Arão na Zaga:

“Ele é meia e, numa linha mais baixa e lendo o jogo de frente, tem muita capacidade de tomar decisão. Interpreta bem os passes e tem sido extraordinário. Temos zagueiro com características diferentes dele e ele é um volante, que vai nos ajudar nessa linha”

Paulo Sousa ainda busca uma evolução da equipe em alguns aspectos:

A ideia da pressão alta sempre existiu, algumas vezes bem interpretada, boa intensidade e capacidade de roubo, já tivemos opções em quase todos os jogos de fazer a pressão alta, roubarmos e termos situações de finalização, como tivemos várias hoje. Temos que melhorar bastante sempre que nosso bloco defensivo é um pouco mais baixo em várias situações, distâncias, entrelinhas, ou seja, ser um bloco único

Paulo Sousa e a busca pela consistência:

Conforme vamos pra frente, quando abaixarmos, também temos que juntar mais linhas. Sempre que fizemos tivemos capacidade para defender, e com as linhas mais distantes demos mais possibilidade ao adversário, é algo que temos que melhorar. Sempre que a bola entra no nosso bloco precisamos ser mais intensos. Quando o resultado é ruim nem tudo está ruim, e quando é bom nem tudo está bom. Há muita coisa dentro do processo para continuarmos a ser consistentes

Flamengo vota a campo na quarta-feira dia 20, as 19:30 horário de Brasilia no Maracanã e enfrenta o Palmeiras.

VAVEL Logo