Auxiliar de Bustos celebra atuação do Santos após vitória contundente na Copa do Brasil
Divulgação / Santos F.C

O Santos não tomou conhecimento do Coritiba na VIla Belmiro e venceu por 3 a 0 nesta quinta-feira (2), garantindo vaga às oitavas de final da Copa do Brasil. Em uma atuação imponente, o Peixe passou por cima do Coxa no segundo tempo contando com uma boa partida de Marcos Leonardo e Rodrigo Fernadez, que marcou o seu primeiro gol com a camisa santista.

Após a partida o auxiliar técnico, Lucas Ochandorena, que substituiu o suspenso treinador Fabián Bustos,, elogiou a boa partida do Peixe.

"Santos é um clube grande que quer ganhar tudo que for jogar. Iremos jogo a jogo e jogar a cada partida com a responsabilidade que pede a camisa do Santos. Vamos partida a partida. Temos a obrigação de ganhar a cada partida",  exaltou o auxiliar. 

Sobre as substituições no segundo tempo, Lucas negou que fossem para poupar os jogadores, já que tem um confronto difícil no Brasileirão. Ele disse que são de acordo com a situação da partida e que precisava mudar, pois o desgaste era claro no meio de campo e que o time tinha que ter mais posse de bola.

"As mudanças no segundo tempo são situações armadas com Fabián antes do jogo. De acordo como vai o jogo. Pensando na entrada de Sandry, nos daria muito mais posição, melhor controle da bola e, no caso do Rwan, vem crescendo muito e quer muito o gol. As últimas substituições, Camacho e Felipe Jonatan, foram por conta do meio de campo com muito desgaste", destacou. 

O auxiliar de Bustos ainda falou sobre o bom desempenho do Santos na Vila Belmiro - desde que o argentino chegou, o time não perdeu nenhuma partida como mandante, marcando 18 gols e só sofrendo seis. Lucas também elogiou a torcida que faz a diferença apoiando muito os jogadores.

"Sobre a comissão técnica anterior eu não posso falar. Só posso falar do que nós, e dos jogadores, as trocas que fizemos quando chegamos. Há seis anos que o Santos não ganhava tantas partidas seguidas em casa. Nos falaram que era importante sermos fortes em casa. E hoje a torcida, estádio cheio, é muito importante para os jogadores e para o clube", concluiu.

O que vem por aí 

O Santos não terá muito tempo para comemorar a vitória pois tem um confronto complicado contra o Goiás, no próximo domingo (15), no Estádio da Serrinha, em Goiânia.  

VAVEL Logo