Bragantino é dominado pelo Nacional-URU e termina Libertadores na última colocação
Foto: Ari Ferreira / RB Bragantino

Nesta terça-feira (24), o RB Bragantino foi até Montevidéu enfrentar o Club Nacional pela última rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores. Com a derrota de 3 a 0, o time paulista voltou para casa eliminado e na última colocação da chave.

O Massa Bruta terminou com cinco pontos na tabela de classificação, já o Estudiantes, primeiro colocado, com 13, enquanto o Vélez somou oito. O Nacional ficou em terceiro, com sete, e vai disputar a Sul-Americana.

Posse de bola não define jogo

Com gol no início, aos oito, o Nacional abriu o placar com gol de Trezza. Cleiton tocou na bola, mas acontece o rebote, com  a sobra, Trezza manda para o gol e marca para o time uruguaio. Três minutos depois, Gigliotti vai para o ataque, recebe na área e bate firme para o gol, Cleiton faz a defesa e evita o segundo gol do Nacional.

O Bragantino teve muita dificuldade em criar jogadas e finalizar passes, sem envolver a marcação do adversário.

Aos 22, Hurtado cruza na área, mas a bola fica com o goleiro do Nacional. Oito minutinhos depois, sai o segundo. Carballo toca para Zabala, que leva a bola até perto da linha de fundo e cruza rasteiro, onde Cándido aparece nas costas da marcação e toca para o gol, deixando o placar mais difícil para o Massa Bruta.

Bragantino teve maior posse de bola. Tentava trocar passes, mas não encontrava espaços para conseguir criar boas jogadas e corria perigo.

Aos 42, Ytalo é entra na área do Nacional, gira e bate para o gol, mas Rochet faz grande defesa e evita o gol do time paulista. A primeira etapa terminou com maior dominância do time uruguaio.

Pênalti inesperado e apagão do Bragantino

Já no segundo tempo, aos 6 minutos, o Bragantino pressionava o Nacional no campo de defesa, mas não conseguia chegar na grande área do time uruguaio. Três minutos depois, o Nacional já voltou a pressionar, sem oferecer espaços para o Massa Bruta. Trezza passa de peito para Zabala, que chuta por cima do gol do Braga. 

O Bragantino tentava furar a marcação dos uruguaios, mas acabava sem sucesso. Aos 31, Alex Castro chega na pequena área e chuta para o gol, Cleiton faz uma bela defesa e salva o Braga do terceiro. Mas o inesperado aconteceu, após cinco minutos, Lucas Evangelista toca na bola com a mão e é marcado o pênalti para o Nacional, assim, o terceiro gol veio para selar de vez o adeus do Bragantino para a Libertadores.

Após o terceiro gol, aos 44, o Bragantino realiza sua primeira finalização nessa segunda etapa. Após, foram dados quatro minutos de acréscimos, mas o jogo finaliza assim.

O Bragantino terminou com 64% de posse de bola e quatro cartões amarelos. O Nacional, por sua vez, com 36% de posse e três cartões amarelos, com cinco chutes perigosos que quase foram gol, contra zero do Braga.

E agora?

O Bragantino perdeu sua vaga na Copa Sul-Americana, e agora deve ter foco total no Campeonato Brasileiro, em que enfrenta o Goiás, no sábado (28), às 16h30.

Já o Nacional, garante sua vaga na Copa Sul-Americana. O sorteio da próxima fase acontece na sexta (27), às 13h.

VAVEL Logo