Roger brilha, marca duas vezes e Internacional goleia Avenida no Beira Rio

Roger volta a marcar gols após problema de saúde e Inter vence mais uma no Gauchão

Roger brilha, marca duas vezes e Internacional goleia Avenida no Beira Rio
(Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional)
INTERNACIONAL
3 0
AVENIDA
INTERNACIONAL: MARCELO LOMBA; DUDU (RUAN), DANILO SILVA, THALES, E PATRICK; CHARLES, GABRIEL DIAS (EDENÍLSON), JUAN ALANO E MARCINHO (RONALD); NICO LÓPEZ E ROGER. TÉCNICO: ODAIR HELLMANN.
AVENIDA: RODRIGO, ITAQUI, LUIS HENRIQUE, CLAUDINHO, CARLINHOS, ROGER, MOISÉS BAIANO, FIDÉLIS (MARQUES), MAURICIO, DIEGO TORRES (WELDER) E HYANTONY (CLÉVERSON). TÉCNICO: FABIANO DAITX.
Placar: 1-0, MIN. 45+1, DANILO SILVA; 2-0, MIN. 59, ROGER; 3-0, MIN.69, ROGER;
ÁRBITRO: ELENO TODESCHINI, AUXILIADO POR LÚCIO BEIERSDORF FLOR E MAÍRA MASTELLA MORERIRA.
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 4ª RODADA DO CAMPEONATO GAÚCHO 2018, SENDO DISPUTADA NO ESTÁDIO BEIRA RIO, EM PORTO ALEGRE/RS

O Internacional voltou a vencer pelo Campeonato Gaúcho na tarde deste sábado (27). Odair Hellmann utilizou os reservas visando o duelo contra o Boavista-RJ pela Copa do Brasil, que ocorre na próxima quarta-feira (31). Diante de sua torcida, O Inter venceu o Avenida por 3 a 0. Danilo Silva abriu o placar aos 46 minutos da primeira etapa. Coube a Roger marcar mais duas vezes no segundo tempo e garantir a vitória vermelha.

O resultado garantiu mais três pontos para o Inter na primeira fase do Gauchão. O time de Odair Hellmann fica com a liderança provisória da competição e depende de Caxias e Brasil de Pelotas para permanecer no topo. O Avenida mantém a 6ª colocação, mas poder despencar na tabela ainda nessa rodada.

O próximo compromisso do Internacional pelo Campeonato Gaúcho será no domingo (4). Fora de casa a equipe de Odair Hellmann encara o Brasil de Pelotas, às 17h. Antes disso o Inter entra em campo nesta quarta-feira (31), pela primeira fase da Copa do Brasil, diante do Boavista-RJ. Já o Avenida irá receber o Juventude na sexta-feira (2), às 20h30 no estádio dos Eucaliptos.

Primeiro tempo de paciência no Beira Rio

Sem D’Alessandro, preservado, o Internacional demorou um pouco para se encontrar em campo. Juan Alano, Nico López e Marcinho foram os responsáveis por servir Roger no ataque, mas a defesa do Avenida esteve muito bem postada e dificultou a vida dos armadores Colorados. O Inter levou um susto logo no primeiro minuto de jogo. O Alviverde pressionou a saída de bola do Colorado e forçou Thales a errar duas vezes. Na primeira o zagueiro tentou afastar e pegou de rosca na bola. Na segunda, Thales acabou mandando de canela para escanteio. A bola já estava tranquila com Marcelo Lomba.

Dudu estreou e quis mostrar serviço logo cedo. Aos dois minutos o lateral foi lançado por Marcinho e tentou cruzar para Roger, mas colocou muita força na bola. Roger foi muito buscado pelos jogadores do Inter. Aos 10 minutos foi a vez de Nico López tentar encontrar o jogador, mas a bola foi parar nas mãos do goleiro Rodrigo. O Avenida fechou o time e o Inter começou a rodar a bola buscando espaços. O time da Santa Cruz do Sul levou perigo aos 14 minutos. A bola sobrou com Hyantony que cruzou na área, Patrick falhou e a bola se ofereceu para Diego Torres, livre. O jogador do Avenida bateu para fora.

O Inter aumentou a sua produtividade após os 20 minutos e começou a assustar mais o adversário. Juan Alano lançou Marcinho dentro da grande área aos 25, o atacante tentou chutar direto, mas estava muito bem marcado e acabou mandando a bola por cima da meta. O time do Inter vem trabalhando muito na bola aérea ofensiva nessa temporada e em uma dessas conseguiu abrir o placar, já nos acréscimos do primeiro tempo.

Luis Henrique não deixou Roger chegar na bola e mandou para escanteio. Juan Alano foi para a cobrança e Danilo Silva subiu como manda o manual para abrir o placar. O zagueiro foi melhor do que a defesa e cabeceou com força para o chão, não dando chances para Rodrigo.

Roger marca duas vezes e garante vitória Colorada no segundo tempo

O Inter voltou para o segundo tempo decidido a matar o jogo. Marcinho foi um dos principais nome do time junto com Juan Alano e Roger. Aos seis minutos, Marcinho puxou um contra-ataque de alta velocidade e foi derrubado por Itaqui. A falta era de longe, mas poderia ter levado perigo ao gol do Avenida. A cobrança ficou por conta de Juan Alano, que rolou para trás buscando Nico López. O Uruguaio tentou cruzar para Roger, mas a defesa do Periquito afastou o perigo.

Em um dos raros ataques do Avenida na segunda etapa, Itaqui cobrou falta para a área, mas Charles afastou o perigo para o Inter. Patrick começou a ensaiar o cruzamento para o gol aos 13 minutos. O lateral improvisado mandou na área, mas a defesa afastou o perigo. Porém, um minuto mais tarde o volante foi feliz. Mesmo desequilibrado conseguiu encontrar Roger na pequena área. O centroavante cabeceou e a bola ainda desviou no goleiro antes de entrar.

Aos 23 minutos Roger perdeu uma grande chance. Edenílson, que entrou na vaga de Gabriel Dias, deu passe açucarado para o atacante e ficou esperando a definição para comemorar. Roger tirou do goleiro e a bola foi para fora, mas passou raspando a trave de Rodrigo. Problema nenhum para o camisa 19, que um minuto mais tarde marcaria o segundo gol na partida.

Juan Alano, com perfeição, encontrou a cabeça de Roger em uma assistência e o centroavante cabeceou em cima do goleiro, que deu rebote. Na segunda oportunidade, Roger, mandou para o fundo dos barbantes. Juan Alano iniciou a jogada aos 28 minutos e colocou Marcinho para correr, o atacante invadiu a área, enganou o marcador e devolveu a bola para o camisa 47, que mandou no travessão.

A única chegada do Avenida que levou perigo ao gol na segunda etapa foi aos 34 minutos. Itaqui cobrou falta a encontrou Claudinho na grande área, o zagueiro subiu mais alto do que todo mundo e cabeceou para o gol. Sem dar rebote, Marcelo Lomba fez grande defesa. Um lance parecido aconteceu aos 44, mas dessa vez a bola estava rolando e o ataque era do Internacional. Nico López cruzou a bola e Roger desviou de cabeça. Rodrigo pegou em cima da linha sem dar rebote.