#PartiuInglaterra: Gabriel Jesus se despede do Palmeiras com título brasileiro

Rumo ao Manchester City, fenômeno da base alviverde dá adeus ao seu primeiro clube com um Campeonato Brasileiro, além da Copa do Brasil 2015

#PartiuInglaterra: Gabriel Jesus se despede do Palmeiras com título brasileiro
#PartiuInglaterra: Gabriel Jesus se despede do Palmeiras com título brasileiro

A tarde de domingo do dia 27 de novembro de 2016 jamais será esquecido por Gabriel Jesus. O atacante, que está de malas prontas rumo ao Manchester City, se despediu da torcida, na Arena Palmeiras, com chave de ouro: conquistou o 9º título nacional do clube alviverde, encerrando um amargo jejum de 22 anos sem taças do Campeonato Brasileiro.

Copa do Brasil 2015: o primeiro título de Jesus como profissional

Aos 19 anos, Gabriel Jesus vive um ano mágico. Mas, não dá pra falarmos de 2016, sem citarmos 2015, ano que a história do atacante se intensificou no clube alviverde. A Copa do Brasil que o diga. A conquista nacional marcou o primeiro título na carreira profissional do jovem, que foi importante para a campanha campeã.

Jesus marcou "apenas" três gols naquela Copa do Brasil. Foram os tentos dos mais importantes na competição. O primeiro foi contra o ASA, fora de casa. A primeira partida havia terminado sem gols no Allianz Arena. Então, o camisa 33 entrou em ação, em Arapiraca/AL, e fez o único gol daquele duelo, classificando o Palmeiras.

Já contra o Cruzeiro, nas oitavas de final, foi ainda melhor. Com o placar de 2 a 1 favorável para a equipe alviverde, na Arena, a decisão estava em aberto no Mineirão. Estava. Pois Gabriel Jesus, além de marcar dois belos gols, ainda serviu bem Lucas Barrios, na vitória do Palmeiras por 3 a 2. Além disso, o jovem marcou quatro gols no Campeonato Brasileiro daquele ano, sendo eleito a revelação da competição.

Gabriel Jesus marca dois gols no Mineirão, diante do Cruzeiro, na Copa do Brasil 2015 (Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)
Gabriel Jesus marca dois gols no Mineirão, diante do Cruzeiro, na Copa do Brasil 2015 (Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)

Vamos voltar para o presente...

Voltemos a falar de 2016. Ah, que 2016 mágico para Gabriel Jesus. Tudo bem que o ano não começou dos melhores para o atacante. Aliás, não só para o jovem, mas também como todo o elenco, que quase experimentou o dissabor do rebaixamento no Campeonato Paulista. Mas, as coisas mudaram. Marcelo Oliveira saiu do comando do time. Entrou Alexi Stival. Mais popularmente, Cuca.

Cuca, ao lado do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, e do diretor de futebol, Alexandre Mattos, passaram a trabalhar o psicológico dos atletas, passando confiança para todo o grupo. Inclusive para Gabriel Jesus. E deu certo. A equipe alviverde passou a brilhar no Campeonato Brasileiro. O jovem camisa 33 principalmente. Foram 27 jogos e 12 gols. Assim, Jesus foi fundamental na conquista nacional.

Mesmo com pouca idade, Gabriel Jesus se tornou referência no atual elenco alviverde (Foto: Friedemann Vogel / Getty Images)
Mesmo com pouca idade, Gabriel Jesus se tornou referência no atual elenco alviverde (Foto: Friedemann Vogel / Getty Images)

Estreia de luxo com medalha de ouro: panorama de Jesus na seleção brasileira

2016 definitvamente foi o ano em que Gabriel Jesus encerrou tabus. O atacante esteve com a Seleção Olímpica nos Jogos Rio 2016, sob o comando de Rogério Micale. Recebeu a camisa 9 e não decepcionou. Titular nas seis partidas, o jovem fez três gols, contribuindo para que o Brasil conquistasse, em um Maracanã lotado, sua primeira medalha de ouro no futebol.

A atuação de Jesus em solo carioca, rendeu a primeira convocação para a seleção brasileira principal, sob a batuta de Tite, que também fazia sua estreia. E era contra o Equador, em Quito. Quem disse que o jovem sentiu a altitude? Que nada. Fez dois gols na vitória amarelinha por 3 a 0. Até aqui, foram 13 jogos, contando amistosos, Eliminatórias da Copa do Mundo 2018 e a Rio 2016. Jesus marcou oito gols.

Pensou em gol? Ligue para Gabriel Jesus! (Foto: Getty Images)
Pensou em gol? Ligue para Gabriel Jesus! (Foto: Getty Images)

Mas, quando falamos de seleção brasileira e Gabriel Jesus, não dá pra esquecer do famoso jatinho do presidente Paulo Nobre. No intuito de contar com o jovem para os duelos do Campeonato Brasileiro em tempo hábil, o mandatário alviverde, por duas vezes, acionou sua aeronave, equipada com poltrona-cama, para buscar o jogador.

A primeira vez foi em Manaus. Gabriel Jesus, que atuou no Brasil e Colômbia, em solo amazonense, no dia 6 de setembro, precisava estar no dia seguinte em São Paulo, para atuar contra o Tricolor Paulista, no Allianz Parque. A operação foi um sucesso, assim como no dia 15 de novembro, quando a aeronave foi para Lima-PER, visando trazer o atleta para Belo Horizonte, no duelo contra o Atlético-MG, que iria acontecer no outro dia. Ah, Jesus marcou o gol de empate do Palmeiras nesta partida, que terminou em 1 a 1.

"Air Pork One" foi bastante solicitado para buscar Gabriel Jesus em partidas do Brasil (Foto: Arquivo pessoal)

Agora é hora de brilhar na terra da Rainha!

Gabriel Jesus entrou em campo, às 17h deste domingo, com seu destino já definido: o Manchester City. Por um pouco mais de R$ 121 milhões (32,75 milhões de euros), o atacante irá defender o clube inglês até o fim da temporada 2020/2021. E não foi só o financeiro que pesou na decisão. Isso porque o técnico Pep Guardiola entrou em contato diretamente com o jovem, para explicar do projeto que tinha para sua carreira na Inglaterra.

Nesta tarde, Gabriel Jesus não deixou sua marca diante da Chapecoense. Fabiano deu o gol do título. Mas, após o apito final, o atacante emocionou o Allianz Arena. Desabou em lágrimas. Foi consolado pelos companheiros. O jovem teve a despedida que projetou: saiu com a taça de campeão brasileiro nas mãos, diante de 40 mil pessoas. E logo mandou o recado: "Não esqueçam de mim, porque eu jamais esquecerei de vocês".

Foto: Getty Images)
Foto: Getty Images

Assim, Gabriel Jesus encerrou sua primeira participação na história do Palmeiras. Foram 85 jogos e 28 gols que levantaram a torcida. Mas, agora é hora de brilhar em outro continente. É hora de levantar o Etihad Stadium e mostrar, sobretudo, que o futebol brasileiro continua produzindo craques e que chegará forte no Mundial de 2018. Boa sorte, Jesus! O Brasil e o Palmeiras agradecem pelos espetáculos em campo.

Idade de Cristo foi fundamental para escolha da camisa 33 de Gabriel Jesus (Foto: Getty Images)
Idade de Cristo foi fundamental para escolha da camisa 33 de Gabriel Jesus (Foto: Getty Images)