Maicon é expulso, Atlético Nacional supera São Paulo com bom futebol e fica perto da final

Equipe colombiana soube aproveita bem a superioridade numérica e falta de criação do meio-campo tricolor para sair de campo com ótima vantagem

Maicon é expulso, Atlético Nacional supera São Paulo com bom futebol e fica perto da final
Foto: Miguel Schincariol/Getty Images
São Paulo
0 2
Atlético Nacional
São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes, João Schmidt (Daniel, min 70), Wesley (Hudson, min 79), Ytalo (Alan Kardec, min 62) e Michel Bastos; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.
Atlético Nacional: Armani; Bocanegra, Sanchez, Enriquez e Diaz; Mejia, Perez (Arias, min 86) e Macnelly Torres; Marlos Moreno (Blanco, min 91), Borja e Ibarguen (Guerra, min 59). Técnico: Reinaldo Rueda.
Placar: 0-1, Borja, min 82; 0-2, Borja, min 88;
ÁRBITRO: Mauro Vigliano (ARG), auxiliado por Juan Belatti (ARG) e Gustavo Rossi (ARG). Cartões amarelos: João Schmidt (São Paulo); Borja e Diaz (Atlético Nacional). Cartão vermelho: Maicon (São Paulo).
INCIDENCIAS: Partida de ida válida pelas semifinais da Libertadores, disputada no estádio do Morumbi, em São Paulo. Público: 61.766. Renda: R$ 7.526.480,00.

Empolgação e confiança para fazer um grande resultado. Assim estavam os São-Paulinos antes de a bola rolar na primeira partida da semifinal da Libertadores, nesta noite de quarta-feira (6), no Morumbi, em São Paulo. Entretanto, o São Paulo não conseguiu apresentar um bom futebol e ainda teve o zagueiro Maicon expulso em um momento decisivo. Com boa proposta de jogo, o Atlético Nacional mostrou que não está nesta fase da competição à toa e garantiu uma vitória por 2 a 0. Borja marcou os dois gols dos colombianos.

Com o resultado desta noite, o São Paulo fica em situação bastante complicada na competição internacional. Os tricolores vão precisar vencer por dois gols de diferença para garantir a ida à final. Já o Atlético Nacional pode até perder por um gol de diferença que ainda assim estará na decisão. Se o tricolor paulista vencer por 2 a 0, na próxima quarta-feira (13), em Medellín, na Colômbia, o finalista será decidido nos pênaltis.

Os dois times agora vão voltar as atenções para os jogos do meio de semana dos respectivos campeonatos nacionais. O São Paulo terá que entrar em campo para fazer um duelo pela 14ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O tricolor paulista enfrentará no próximo domingo (10), às 16h00, o América-MG, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Já o Atlético Nacional vai jogar no mesmo dia, mas às 19h30 (horário de Brasília) diante do Jaguares de Córdoba, pelo Campeonato Colombiano, em Medellín.

São Paulo falha da criação, Atlético Nacional joga bem e etapa termina sem gols

O confronto começou com os dois times bem postados, mas o São Paulo como já era esperado buscava mais o ataque e tentava chegar com perigo para construir um bom resultado. Apesar da boa marcação, que acabava evitando lances de maiores perigos, o Atlético Nacional falhava em alguns momentos na saída de jogo. Mesmo com toda pressão, os tricolores não assustaram o adversário nos dez primeiros minutos. Já os colombianos tiveram boa oportunidade quando Ibarguen entrou bem pela esquerda e bateu cruzado para fora, assustando o goleiro Dênis.

Uma boa oportunidade de o tricolor paulista abrir o placar aconteceu aos 12 minutos. Mena recebeu pela esquerda e cruzou na medida para Wesley, livre na entrada da pequena área, isolar. A torcida esteve perto mesmo de comemorar momentos depois quando Michel Bastos encontrou espaços pelo meio e soltou um chute forte para grande defesa do goleiro Armani. Ele espalmou para escanteio a bola que ia no canto esquerdo.

Foto: Miguel Schincariol/Getty Images
Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

A dificuldades do confronto era evidente para os donos da casa, que não conseguiam passar pela defesa colombiana. As movimentações e inversões nas posições dos dois pontas era uma das opções encontradas pelo tricolor para buscar chegar à meta e tentar abrir o placar. Com o passar do tempo, os visitantes foram saindo mais para o setor de ataque e a afobação foi tomando conta dos jogadores e torcedores.

Michel Bastos esteve muito perto de fazer um golaço aos 43 minutos. Bruno levantou a bola na área e o atacante Calleri ajeitou de cabeça para o meia-atacante, que chegou chutando de primeira para uma grande defesa do goleiro Armani. A equipe paulista ainda tentou de outras maneiras e não obteve êxito. Desta maneira, o primeiro tempo foi encerrado no 0 a 0, que não era bom para os donos da casa.

Maicon é expulso, Borja marca duas vezes e garante grande vantagem para os colombianos

Para o segundo tempo, os dois técnicos resolveram repetir a mesma formação que terminaram a etapa inicial. Com a bola rolando, o São Paulo seguiu com dificuldades durante os primeiros minutos para superar a forte marcação do adversário e buscar abrir o marcador, enquanto o Atlético Nacional adotou a mesma estratégia de se fechar um pouco mais para ir ganhando campo no decorrer de partida. Aos sete minutos, Wesley ganhou pela direita e cruzou na medida para Ytalo, mas Bocanegra chegou na hora certa e evitou o gol.

O Atlético Nacional foi crescendo no jogo diante da falta de criação e dificuldade para finalizar do São Paulo e quase conseguiu abrir o placar aos 12 minutos. Em contra-ataque, Boja recebeu de Ibarguen e chutou da entrada da área. O zagueiro Maicon pulou na frente da bola e desviou de maneira fundamental. Na cobrança de escanteio, o zagueiro Bocanegra cabeceou acertando a trave.

Gostando do desempenho de sua equipe, o técnico Reinaldo Rueda resolveu tirar o atacante Ibarguen para colocar o titular Guerra, que não teve condições de entrar em campo desde o início por conta de problemas físicos. Já Edgardo Bauza acionou o atacante Alan Kardec no lugar de Ytalo, que não vinha tendo uma boa participação. O meia-atacante Michel Bastos fez a melhor jogada do tricolor quando recebeu livre pela esquerda, entrou na área e soltou a bomba para grande defesa do goleiro Armani.

Foto: Miguel Schincariol/Getty Images
Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

Se já estava bastante difícil, aos 27 minutos o zagueiro Maicon tornou tudo mais complicado para o São Paulo. Com o jogo paralisado, o defensor acertou o rosto do atacante Borja com a mão e acabou recebendo cartão vermelho direto. Apesar de estar com um zagueiro a menos, Edgardo Bauza não quis saber de recompor e tirou o meia Wesley para colocar o volante Hudson.

Bem mais tranquilo em campo, o time colombiano chegou ao primeiro gol aos 37 minutos. Em grande toque de bola, o sistema ofensivo do Atlético Nacional envolveu a defesa paulista e Borja, ao receber de Guerra, ficou livre na marca do pênalti para balançar as redes e fazer a festa da torcida visitante.

A superioridade só aumentou com o aproximar do fim e aos 43 minutos mais um golaço em favor do Atlético Nacional. Macnely Torres recebeu na área e acertou belo passe para Borja chutar e garantir a festejo do torcedor. Assim, o confronto foi encerrado no 2 a 0 para os visitantes.