Em meio à crise, diretoria do São Paulo define novos preços de ingressos

Queda nos valores serão válidos até o fim do Campeonato Brasileiro

Em meio à crise, diretoria do São Paulo define novos preços de ingressos
Diretoria conta com o apoio da torcida para reerguer o time na competição (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)

O atual momento do São Paulo tem tirado o sono de torcedores, jogadores e principalmente da diretoria, que teme por um indesejável rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Com 36 pontos conquistados, a equipe paulista ocupa a 14ª posição na tabela, apenas três pontos de diferença para o primeiro time do Z-4, o Internacional. 

Consequentemente irritada, a torcida não tem correspondido às expectativas da diretoria quanto à média de público. Com isso, na busca pelo "abraço" dos torcedores, novos preços de ingressos foram divulgados. Com um preço acessível, os cartolas acreditam que uma baixa nos preços podem trazer um bom número para as arquibancadas. A mudança permanece até o final do Campeonato Brasileiro. 

Confira a tabela de novos preços: 

A intenção da baixa dos ingressos é movida pelo atual momento da equipe, que precisa do apoio da torcida para se distanciar do Z-4 (Foto: Divulgação/São Paulo FC)
A intenção da baixa dos ingressos é movida pelo atual momento da equipe, que precisa do apoio da torcida para se distanciar do Z-4 (Foto: Divulgação/São Paulo FC)

A média de público do clube na competição decai conforme os resultados negativos da equipe. Com 18.381 de média, o São Paulo ocupa o sétimo lugar de pagantes, que gera uma renda muito abaixo do esperado. Líder do campeonato e das arquibancadas, o Palmeiras possui uma média de 32.633 pagantes, com uma renda de R$ 30.781.241. 

Pela Copa Libertadores da América 2016, o clube manteve grandes números nas arquibancadas. Com uma média de 43.605 pagantes, cerca 70% da ocupação do estádio, a renda bruta atingiu a casa dos R$ 3.022.322 por partida. Números que, somados ao Campeonato Paulista, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, fazem do clube o terceiro colocado de média de público no ano, com 20.914 pagantes. O Corinthians lidera o ranking com 31.186. 

Os sócios torcedores contarão com descontos em todos os planos, mantendo a gratuidade para crianças de até sete anos. Os novos preços já estão disponíveis no próximo confronto no Morumbi, diante da Ponte Preta, no sábado (22), às 17h (de Brasília). 

Até o fim do Campeonato Brasileiro, o São Paulo enfrentará Ponte Preta, Corinthians, Grêmio e Santa Cruz, no Morumbi.