OFICIAL: Haas anuncia Mick Schumacher para temporada 2021
Foto: divulgação / F1

O sobrenome Schumacher voltará à Fórmula 1 em 2021. Essa nostalgia coberta por juventude só será possível porque a Haas assinou com Mick Schumacher, filho do heptacampeão mundial Michael Schumacher. Aos 21 anos de idade, o alemão lidera atualmente a briga pelo título da Fórmula 2 com 14 pontos à frente do segundo colocado e faltando apenas rodada para o fim da temporada. Esta é sua segunda temporada na categoria, tendo duas vitórias e pisando em dez pódios.

Formado nas categorias de base da Ferrari, Mick se juntará ao companheiro russo de F2 Nikita Mazepin em uma nova formação para a equipe estadunidense, com a dupla substituindo Romain Grosjean e Kevin Magnussen.

"Estou muito satisfeito por podermos confirmar Mick Schumacher em nossa formação de pilotos para a próxima temporada. Estou ansioso para recebê-lo na equipe. A Fórmula 2 tem servido há muito tempo como um campo de provas de talento para mostrar suas credenciais, e o campo deste ano tem sido sem dúvida um dos mais competitivos das últimas temporadas. Mick venceu corridas, colecionou pódios e se destacou contra alguns talentos excepcionais em 2020", disse o diretor da Haas, Guenther Steiner.

"Acredito firmemente que ele ganhou a oportunidade de se formar na Fórmula 1 com base em seus desempenhos. Temos uma oportunidade à nossa frente, como uma equipe, de avaliar e alimentar um novo piloto, dada nossa familiaridade com nosso pacote de corrida rumo a 2021. Estamos colocando nossos blocos de construção para o crescimento contínuo a longo prazo da equipe e aguardo com expectativa as contribuições de Mick tanto dentro como fora das pistas nesse processo", projetou Steiner já jogando uma carga de responsabilidade ao piloto alemão.

Antes de estrear numa corrida oficial com a Haas em 2021, Schumacher começará seus preparativos nos treinos livres da equipe no final ainda desta temporada, em Abu Dhabi.

Mick e seu sonho de pilotar na Fórmula 1

O filho do heptacampeão chega à F1 após conquistar o título do Campeonato Europeu de Fórmula 3 em 2018, quando alcançou oito vitórias, antes de ingressar na Academia Ferrari um ano depois e debutar na F2. Então, a expectativa do garoto em correr na principal categoria automobilística do mundo é grande.

"A perspectiva de estar na grade da Fórmula 1 no próximo ano me deixa incrivelmente feliz e estou simplesmente sem palavras. Gostaria de agradecer à equipe Haas F1, à Scuderia Ferrari e à Ferrari Driver Academy por depositarem sua confiança em mim. Também quero reconhecer e estender meu amor aos meus pais — sei que lhes devo tudo", disse Schumacher.

"Sempre acreditei que realizaria meu sonho de chegar à Fórmula 1. Um enorme obrigado a todos os grandes fãs do automobilismo que me apoiaram ao longo de minha carreira. Darei tudo de mim, como sempre faço, e estou ansioso para seguir nesta jornada junto com a Haas F1", complementou o alemão.

Mick será o terceiro membro da família Schumacher a correr na F1. Além do pai Michael Schumacher — segundo piloto que mais venceu GPs na categoria (91), atrás apenas de Lewis Hamilton, o tio Ralf, irmão de Michael, também já conduziu na categoria: foram 180 corridas no currículo dele entre 1997 e 2007, ganhando seis delas.

VAVEL Logo