Verstappen domina GP do Canadá e dispara na liderança da Formula 1
Divulgação/Red Bull Racing

Max Verstappen venceu o GP do Canadá de 2022 e conquistou a sexta vitória na temporada. Em uma boa corrida, o neerlandês largou bem, liderou boa parte da corrida e no final sofreu pressão de Carlos Sainz que chegou na melhor posição do ano, mas nada disso surtiu efeito e com isso garantiu o triunfo no Circuito Gilles Villeneuve. Na parte de trás, Charles Leclerc largou na última posição, se recuperou ao longo da prova e chegou em quinto lugar, já Sergio Perez teve problema no carro e abandonou. Lewis Hamilton voltou ao pódio depois de oito corridas, o último foi no GP do Bahrein. 

Verstappen larga bem e Pérez abandona

Quando deu a bandeirada verde, Max teve uma excelente força de reação e largou bem deixando Alonso e Sainz para trás, abrindo dois segundos em duas voltas. Na quarta volta, o piloto espanhol da Ferrari ultrapassou o seu compatriota e pegou a segunda posição. 

Na nona volta um problema sério com a equipe Red Bull, Sérgio Pérez que não conseguiu uma boa classificação foi obrigado a abandonar. O motor que já teve uma quebra na Austrália deixou o mexicano a pé novamente e teve que parar o carro na curva 8, com isso acionando o Safety Car Virtual. 

Alguns pilotos aproveitaram a bandeira amarela para trocar pneus e o Verstappen também foi para os boxes, voltando na terceira posição. Com as paradas, Carlos Sainz virou o líder da prova já que seguiu na pista. Na parte intermediaria do grid, Charles Leclerc escalou várias posições e já estava na 11º posição. 

Com emoção no final, Verstappen segura pressão do Sainz e fica com taça da prova

Na 19ª volta mais incidente com quebra de motor, dessa vez com a Haas de Mick Schumacher que deixou o piloto na mão. Outra vez o Carro de Segurança Virtual foi implantado, Sainz que não foi para o pit no primeiro incidente preferiu mudar os compostos para os duros, só que a os mecânicos bobearam e ele perdeu cinco segundos não dando tempo de voltar na frente da Red Bull. Com a pista liberada a corrida se acalmou e tivemos poucas ultrapassagens na metade da prova.

Quando tudo levava a crer que as posições estavam mantidas, um incidente ocasionado pelo Yuki Tsunoda caiu como uma salvação para os pilotos. Na primeira curva, o japonês perdeu o controle de sua Alpha Tauri e bateu na primeira curva causando o Safety Car. O Max que já tinha feito a segunda parada viveu momentos de tensão, já que o Sainz poderia ultrapassá-lo nos boxes, mas a Ferrari errou novamente e perdeu décimos importante, com isso o holandês aproveitou e recuperou a liderança.

Na relargada, uma grande luta veio nos momentos finais, o Verstappen que estava com os pneus mais antigos sofreu forte pressão do ferrarista. Com menos de um segundo, o DRS da Ferrari estava acionado, mas só que a Red Bull tinha mais velocidade e inibia a ultrapassagem. Foi assim até a bandeira quadriculada onde Max Verstappen suportou a briga e conseguiu mais uma vitória no campeonato, portanto disparando no topo da competição. Menção honrosa para Lewis Hamilton que teve uma ótima pilotagem e acabou na terceira colocação.

Próxima corrida

Agora os competidores voltam à pista daqui a duas semanas. No próximo dia 3 de julho quando os pilotos desembarcam no GP da Grã-Bretanha, no Circuito de Silverstone.

VAVEL Logo