Nadal evolui gradativamente e vence Sinner nas quartas em Roland Garros
Rafael Nada venceu Jannik Sinner em Roland Garros 2020 (ATP/Divulgação)

Na história do saibro, não existe tenista mais dominante na história do esporte que #2 Rafael Nadal. Nas quartas de final da edição 2020 de Roland Garros, coube ao espanhol enfrentar a grande surpresa do torneio: o italiano #75 Jannik Sinner. E não houve espaço para zebra.

Em três sets, Nadal resolveu o confronto contra Sinner, parciais de 7/6(4), 6/4 e 6/1. E o desempenho do espanhol foi gradativo. Problemas no primeiro set, segurança no segundo e supremacia no derradeiro período da peleja. A partida acabou já na madrugada de quarta-feira (7) no horário francês.

Equilíbrio

Até o final do décimo game, não houve surpresa na partida. Todos os saques foram confirmados, sendo que os momentos com mais pontos foram o terceiro e o quinto - com "apenas" sete. 

O décimo primeiro game mudou tal cenário. Com Nadal sacando, Sinner venceu. No seguinte, o espanhol impediu a conquista do set pelo italiano. O melhor ranqueado reassumiu a dianteira do placar, confirmando a vitória no período, no tiebreak - vencido por 7-4.

O cenário se repetiu no segundo set. A quebra de saque do italiano, porém, veio mais cedo: no quarto game. A resposta de Natal, novamente, foi imediata  - e o período chegou empatado no sexto game.

O equilíbrio se manteve até o nono game. Com Sinner sacando, Nadal impediu a confirmação do serviço do rival. No game seguinte, o espanhol garantiu a vitória no segundo set: 6/4.

Domínio

Basicamente, não houve competitividade no terceiro set. Sinner sacou quatro vezes e, em três oportunidades, não confirmou o serviço. Mais do que isso: o segundo e o quarto games foram os que tiveram mais pontos disputados - "apenas" sete.

Nadal confirmou a vitória no sétimo game, mais uma vez quebrando o saque de Sinner: 6/1.

O que vem por aí

Na semifinal de Roland Garros 2020, Nadal enfrentará o argentino #14 Diego Schwartzman, que vem de grande vitória sobre o #3 Dominic Thiem, vice-campeão nos últimos dois anos.

Schwartzman só venceu Nadal uma vez em dez confrontos, mas foi justamente no último deles, nas quartas de final em Roma há duas semanas.

VAVEL Logo