Hsieh/Mertens vencem e seguem no WTA Finals; Krejcikova/Siniakova mantém 100%
Belga e taiwanesa enfrentam japonesas na próxima fase (Foto: Jimmie48/WTA)

Atuais campeãs de Wimbledon, a taiwanesa Su-wei Hsieh e a belga Elise Mertens estão nas semifinais do WTA Finals 2021, em Guadalajara, no México. Elas venceram na madrugada desta terça-feira (16) a canadense Sharon Fichman e a dona da casa Giuliana Olmos em dois sets, parciais de 6/4 e 7/6(3), em 1h39.

Este foi o segundo confronto entre as duplas, e a primeira vitória de Hsieh/Mertens. Por causa da combinação de resultados, elas precisavam de apenas um set para avançar às semis, mas foram além e conseguiram a segunda vitória em três partidas no grupo A, o El Tajín.

As duas duplas estiveram inseguras no set, mas Hsieh/Mertens conseguiram cinco a quatro em quebras, apesar de terem enfrentado mais break points - 11 a 10. Fichman/Olmos também cometeram mais erros não-forçados - 21 a 18 - e tiveram sete winners a menos - 16 a 23.

Tchecas seguem invictas

Na outra partida do grupo, as campeãs olímpicas Barbora Krejcikova - eliminada nas simples - e Katerina Siniakova mantiveram o 100% de aproveitamento na fase de grupos. Elas tiveram que batalhar para bater Alexa Guarachi e Desirae Krawczyk de virada, com parciais de 5/7, 7/6(3) e 10-7, em 2h07, no jogo mais longo de duplas do torneio até agora.

Guarachi/Krawczyk precisavam da vitória para seguirem com chances no torneio, mas não resistiram à potência das tchecas, apesar do equilíbrio. A chilena e a estadunidense tiveram menos quebras no saque - três a quatro -, metade dos erros não-forçados - 20 a 40 -, mas também bem menos winners - 46 a 21. No match tiebreak, Krejcikova/Siniakova conseguiram ser mais firmes no saque e, após abrir 8-5, só confirmaram o serviço para garantir o triunfo.

O que vem por aí

As quatro duplas principais cabeças de chave do torneio estão nas semifinais. Krejcikova/Siniakova vão encarar Nicole Melichar-Martinez e Demi Schuurs, enquanto Hsieh/Mertens enfrentam as japonesas Shuko Ayoama e Ena Shibahara por uma vaga à decisão.

VAVEL Logo