Em despedida emocionante, Tsonga perde de virada para Ruud em Roland Garros
Foto: Divulgação/ATP

O #297 Jo-Wilfired Tsonga está oficialmente aposentado. O francês recebeu convite para Roland Garros e já havia anunciado que esse seria seu último torneio, e a despedida aconteceu logo na estreia.

Nesta terça-feira (24), Tsonga perdeu de virada em um longo jogo duro na primeira rodada contra o #8 Casper Ruud. O placar final foi de 3 a 1 para o norueguês, com parciais de 6(6)/7, 7/6, 6/2 e 7/6(0), após quase quatro horas. Após o fim da partida, os dois tenistas se emocionaram e o francês foi ovacionado pela torcida na quadra central Philippe Chatrier.

Muita intensidade foi entregue dos dois lados na partida, com nenhum dos tenistas abrindo mão do confronto. Ruud jogava pela permanência em um Grand Slam em que é um dos favoritos ao título, e Tsonga jogava para dar seu máximo nos últimos momentos de carreira. O primeiro acabou levando a melhor nos detalhes.

Nos números, a diferença a favor do norueguês ficou no uso de primeiro saque (73% a 66%) e, principalmente, no aproveitamento de segundo (61% a 36%). O sucesso de primeiro serviço foi equilibrado na faixa dos 73%. Esse cenário resultou em duas quebras para o francês em sete break points a disposição, enquanto o mesmo perdeu seus games quatro vezes com dez pontos de chance para o oponente.

Em três do quatro sets, a disputa precisou ser decidida no tiebreak. Ruud venceu dois deles e perdeu um. Ele também venceu a única etapa finalizada sem a necessidade do desempate, sendo ela a terceira, e assim teve o placar geral a seu favor no final. No quarto set, Tsonga sentiu dores no ombro quando sacava com 6/5 de vantagem, se emocionou e, com problemas físicos, acabou levando 7-0 no game desempate.

Ao fim da partida, uma cerimônia foi realizada para celebrar a carreira de Tsonga, com várias pessoas que foram importantes na trajetória do francês.

Na próxima rodada, Casper Ruud enfrentará o #61 Emil Ruusuvuori, que derrotou o #46 Ugo Humbert por 3 a 2 na estreia, em longo jogo de quase quatro horas também.

Carreira de Tsonga

O francês se aposenta das quadras com 18 títulos na conta, incluindo dois Masters 1000. São eles: Paris em 2008 e Canadá em 2014. Os últimos troféu conquistados foram em 2019, nos ATPs de Metz e Montepellier.

Ele ainda chegou a outras 12 finais na carreira, sendo as mais marcantes do Australian Open em 2008 (derrota para Djokovic) e do ATP Finals de 2011 (derrota para Federer). Seu ranking mais alto de simples foi de quinto colocado na ATP em fevereiro de 2012 e sua premiação total em dinheiro na carreira é de mais de US$ 22,4 milhões.

Tsonga ainda fará participação na chave de duplas em Paris. Ele estreia nesta quarta-feira (25), ao lado de Richard Gasquet, diante de Cabral/Rune.

VAVEL Logo