Southampton empata com Manchester City e encerra sequência de vitórias
do líder
Divulgação / Manchester City

Neste sábado (22), tivemos a partida entre Southampton e Manchester City, no St. Mary’s Stadium, na cidade de Southampton. Buscando abrir uma maior vantagem na ponta da tabela, o City precisava da vitória. Além, é claro, de aumentar ainda mais a sua sequência de vitórias. O Southampton, queria se recuperar da derrota sofrida, para o Wolverhampton, por 3x1.

Domínio na posse de bola

Com, praticamente, metade do tempo de jogo, o City atuando no campo de defesa dos Saints, manteve 76% de posse de bola. Mas, a posse não se concretizou em finalização. Bem pelo contrário.

No primeiro tempo foram, apenas, cinco finalizações do City. Contra duas do Saints. Destas duas finalizações do time da casa, um se concretizou em gol. Aos seis minutos de partida, Kyle Walker-Peters abriu o placar, com uma bela jogada, e uma linda finalização com a parte de fora do pé.

Phil Foden não acompanhou Kyle, até o fim da jogada. Assim, deu opção para o lateral do Southampton subir ao ataque, e ter espaço para finalizar.

Organização defensiva do Southampton

Ralph Hasenhüttl, técnico do Southampton, iniciou a partida colocando o seu time no 4-4-2, com muitos movimentos para preenchimento dos espaços entrelinhas, e movimentos de cobertura. Estes movimentos dificultaram a construção de jogadas do City.

A organização defensiva, dos Saints, estava sendo executada com tanta perfeição, que dois dos melhores jogadores do City não conseguiam criar. Phil Foden e João Cancelo terminaram o primeiro tempo, cada um, com 8 perdas de posse de bola. E conseguiram criar, apenas, uma grande chance, e ter apenas um passe decisivo, cada um.

Em alguns momentos do jogo, era possível ver o time do Southampton, marcando no 5-3-2, impedindo as investidas pelos lados do campo. Somente, aos 20 minutos do segundo tempo, o City conseguiu e empate, com uma bola parada.

A eficiência do Southampton foi tão boa, que o City teve 20 finalizações durante a partida, mas, apenas, oito foram no alvo. Por outro lado, os Saints, buscavam o ataque em contra-ataques, utilizando Adams e Broja (apesar da sua estatura alta, tem grande velocidade).

O Manchester City, de Pep Guardiola, deixou escapar dois pontos importantíssimos, na briga pelo campeonato. Assim, pode ver seus concorrentes diretos, Liverpool e Chelsea, encostarem na briga pela primeira colocação.

VAVEL Logo