Benfica vende Loris Benito e adensa lista de defesas esquerdos falhados

Sob a era de Jorge Jesus, uma das pechas constantes foi o desempenho dos defesas esquerdos. Exceptuando Coentrão e Siqueira, muitos foram os «flops» escolhidos pela dupla Vieira/Jesus. Loris Benito, de saída para o Young Boys, foi apenas mais um.

vavel
VAVEL
Benfica vende Loris Benito e adensa lista de defesas esquerdos falhados

Foi contratado ao FC Zurique no defeso de Verão passado mas apenas vestiu a camisola do Benfica em seis ocasiões durante a temporada 2014/2015, facto que colou em cimo do defesa esquerdo suíço o rótulo de «flop». Loris Benito ficou atrás do titular Eliseu e ainda atrás de André Almeida na hierarquia de escolhas de Jorge Jesus para defesa esquerdo.

Agora, sem espaço no plantel, o lateral ingressa no Young Boys, clube suíço que antes já havia garantido a contratação do extremo sérvio Miralem Sulejmani, também ele um «flop» poucas vezes utilizado no Benfica de Jorge Jesus. Os números da venda do defesa não foram ainda desvendados, mas uma coisa é certeza: Benito adensa a lista de defesas esquerdos falhados no período de seis anos da coligação Vieira/Jesus.

«Havia várias opções. Optei pelo Young Boys, porque a direção apostou muito em mim e é a que reúne melhores condições como equipa, clube, adeptos e estádio. É uma das principais equipas suíças, joga regularmente na Liga Europa e tem ambições elevadas», afirmou o suíço, no site do novo clube, aquando da confirmação da contratação.

Defesa esquerdo: um lugar propenso a falhanços

Se Fábio Coentrão e Siqueira foram exemplos excepcionais que fugiram à regra, muitos outros nomes compõem esse mesmo padrão de falhanço que rotulou a maioria dos reforços destinados ao lado esquerdo do sector defensivo: o embaraçoso Bruno Cortez, pedido por Jesus, é dos últimos a figurar na lista de «flops», que também conta com Emerson, a adaptação Melgarejo, o sumido Lionel Carole, o desenquadrado Capdevilla, o apagado Luisinho e o adaptado Peixoto

Loris Benito, de 23 anos, aumenta assim a lista de falhanços da política de contratações do Benfica nos últimos seis anos, reforçando uma pecha que não foi um exclusivo da dupla de gestão desportiva Luis Filipe Vieira/Jorge Jesus - relembre-se que Leo, lateral brasileiro que pontificou entre 2005 e 2009, foi aquele que mais se destacou nos encarnados antes da chegada de Jorge Jesus.

VAVEL Logo
CHAT