Entre rivalidades e parcerias, Mascherano e Tévez voltam a se reencontrar

A rivalidade entre Carlos Tévez e Javier Mascherano que será protagonizada neste sábado (6), em Berlim, na final da Uefa Champions League, não é algo novo para os dois argentinos. Os jogadores já protagonizaram rivalidades inglesas e argentinas, de Boca Juniors e River Plate a Manchester United e Liverpool, respectivamente. Apesar disso, a dupla já passou por momentos de parceria em Corinthians e West Ham.

A primeira rivalidade entre Tévez e Mascherano: a maior rivalidade da Argentina

Criados nos principais clubes da Argentina, Tévez e Mascherano protagonizaram a maior rivalidade do futebol argentino: a rivalidade entre Boca e River.

De 2001 a 2004, Tévez fez história pelo Boca. Em 104 jogos, o atacante fez 38 gols, gols estes que lhes renderam a conquista de campeonato argentino, Libertadores, Mundial e Sul-Americana.

Já Mascherano, que atuou no River entre 2003 e 2005, se mostrava um volante forte e de garra. Com a camisa milionária, o jogador conquistou duas vezes o campeonato argentino e a admiração de torcedores do River.

No último enfrentamento dos dois com seus times argentinos, o Boca de Tévez levou a melhor. Na grande semifinal de 2004, em dois jogos que marcaram pela agressividade e pelas expulsões, o Boca venceu o River nos pênaltis, indo para a final da Libertadores.

Juntos pela primeira vez graças ao Corinthians

Juntos pela primeira vez e em solo brasileiro, os jogadores foram contratados em 2005 pelo Corinthians. No Brasil, conquistaram lado a lado o campeonato brasileiro de 2005. Apesar da conquista juntos, somente Tévez é considerado ídolo da nação corinthiana.

Mascherano teve uma passagem simples no clube brasileiro. Apesar do título, o jogador sofreu com lesões e com convocações para a seleção, conseguindo atuar somente em 28 jogos, enquanto Tévez atuou em 76 deles. Nesses 76 jogos, Tévez marcou 46 gols.

Juntos novamente, mas no futebol inglês

A união entre os jogadores saiu do Brasil e foi para Inglaterra. Contratados e apresentados juntos no West Ham. No time inglês, o atacante e o volante não conseguiram nenhum título, mas salvaram o clube de um indigesto rebaixamento.

O gol que salvou o clube do rebaixamento veio dos pés de Tévez, que marcou em uma vitória contra o Manchester United. Foram 29 jogos e sete gols que ajudaram o West Ham a não cair.

Do outro lado, Mascherano jogou apenas 15 jogos, já que logo no começo da carreira no clube o jogador sofreu uma lesão. Embora o baixo número de jogos, o volante fez boas atuações, se destacando e conquistando convocação para o Mundial.

Novamente rivais porém fora da Argentina

Acabando a parceria, os jogadores se despediram do West Ham, mas continuaram no futebol inglês. Enquanto Mascherano foi para o Liverpool, Tévez se encaminhou para o Manchester United.

No futebol inglês, Tévez teve novamente a vantagem. O atacante conquistou seis títulos, sendo quatro deles locais, uma Champions League e um Mundial de Clubes. Já Mascherano fez parte de uma seca do Liverpool, não conseguindo levantar nenhum troféu.

Um novo enfrentamento, que dessa vez vale a taça da UCL

Nesse final de semana, os jogadores voltam a se enfrentar. Como sub-capitão do Barcelona, Mascherano deve reencontrar Tévez, a principal arma de ataque da Juventus.

Nesse enfrentamento até o momento, Mascherano tem a vantagem. No Barça desde 2010, o volante passou a atuar também como zagueiro e já conquistou cinco títulos locais, um Mundial de Clubes e uma Champions, além de algumas supercopas e troféus. O volante e zagueiro da equipe catalã ainda tem individualmente o título de melhor jogador da temporada 2013/14.

Apesar disso, Tévez não fica atrás. Na Juve desde 2013, o atacante argentino já atuou 92 vezes, fazendo 50 gols até o momento. Esses gols já lhe proporcionaram quatro títulos italianos, além do prêmio de melhor jogador da Serie A e da Juventus.

Apesar de rivais quase sempre, os jogadores defendem a mesma camisa: azul e branca

Apesar das rivalidades na Argentina e na Inglaterra, há algo que une os dois jogadores: a pátria Argentina. Os jogadores atuam com a camisa albiceleste desde novinhos. Enquanto Tévez defende-a desde 2001 começando da sub-17, Mascherano a defende desde 2003, onde começou no sub-20.

Com 23 gols em 80 jogos, Tévez conquistou com a Argentina um Sul-Americano sub-20 e um título olímpico, que também foi conquistado por Mascherano. O volante, por sua vez, atuou em 151 jogos com a camisa azul e branco. Apesar de ter começado mais tarde, conquistou dois títulos olímpicos e foi vice da última Copa do Mundo, na qual Tévez ficou de fora.

VAVEL Logo