Em ótima fase, Milan recebe Arsenal pelo primeiro jogo das oitavas da Europa League
Jogadores do Milan treinam no CT de Milanello (Foto: Divulgação/AC Milan)

Em ótima fase, Milan recebe Arsenal pelo primeiro jogo das oitavas da Europa League

Diavolo não perde há 13 jogos, e Gunners foram derrotadas em seus últimos quatro compromissos

JANDIR
Jandir Rocha Guimarães
MilanDonnarumma; Calabria, Bonucci, Romagnoli e R. Rodríguez; Biglia, Kessie e Bonaventura; Suso, Cutrone e Çalhanoglu. Técnico: Gennaro Gattuso
ArsenalOspina; Bellerin, Mustafi, Koscielny e Kolasinac; Xhaka, Wilshere (Wellbeck) e Ramsey; Mkhitaryan; Ozil e Iwobi. Técnico: Arsene Wenger
INCIDENCIASPartida a ser disputada no estádio San Siro, em Milão, Itália. Horário marcado para às 15h (de Brasília).

Milan e Arsenal começam nesta quinta-feira (8) o duelo válido pelas oitavas de final da Europa League, no estádio San Siro, em Milão. O jogo está marcado para ter início às 15h.

+ Show da dupla Ibra-Robinho e quase remontada: dois grandes jogos entre Milan e Arsenal

O Diavolo terminou em primeiro lugar no Grupo D, com 11 pontos, e eliminou os búlgaros do Ludogorets na fase anterior, com um agregado por 4 a 0. A última partida do time foi há uma semana, contra a Lazio, jogo que decidiu o segundo finalista da Copa Itália, e os rossoneri se deram melhor na disputa de pênaltis: 5 a 4.  

Já os Gunners lideraram com facilidade o Grupo H, com 13 pontos, e passaram pelos suecos do Ostersunds com um agregado por 4 a 2. O time vive fase muito difícil e vem de derrota para o Brighton por 2 a 1 no último final de semana, pela Premier League.

Durante a história, essas equipes se enfrentaram em seis oportunidades com absoluto equilíbrio: duas vitórias para cada equipe e ainda dois empates.  

Gattuso quer manter invencibilidade do Milan 

Depois da tragédia que marcou o futebol mundial no último domingo com a morte inesperada de Davide Astori, o Milan voltará a atuar, já que o Derby della Madonnina foi adiado por motivos óbvios. O objetivo do treinador, Gennaro Gattuso, é deixar o time novamente concentrado para esse importante duelo, já que vêm de 13 jogos sem derrotas e 6 sem sequer sofrer um gol.  

Para isso, o time que vem atuando regularmente nos últimos jogos deve ser mantido, inclusive com a presença de Patrick Cutrone no comando de ataque. O jovem atacante italiano tem surpreendido a todos com ótimas atuações e gol decisivos, se tornando um dos jogadores mais importantes do time, mesmo com apenas 19 anos. 

Sempre muito espirituoso e sincero, Gattuso revelou na coletiva de imprensa que sonha com Wenger e Ozil quando deita pra dormir e rechaçou qualquer favoritismo do Milan no confronto.

"Arsenal com medo do Milan? Besteira. Devemos demonstrar isso em campo. Sabemos que melhoramos muito tecnicamente, fisicamente e mentalmente, mas amanhã vamos enfrentar um time mais forte que nós e que tem alguns problemas. Chegaremos muito bem para essa partida, mas devemos mostrar em campo. Quando deito na cama para dormir, só me vem em mente Ozil e Wenger e como posso fazer para não deixar o Arsenal marcar gols", salientou o jovem treinador do Diavolo.

Wenger sofre pressão e time vive péssima fase 

Quatro derrotas seguidas. A pior sequência do Arsenal desde 2002 e muita pressão de torcida, mídia e até da própria diretoria. É nesse clima complicado que Arsene Wenger vai tentar juntar os cacos e montar um time para enfrentar o Milan que vive período completamente diferente.  

E para piorar a situação, o treinador francês tem dois desfalques muito importantes no ataque: Aubameyang e Lacazette estão fora do duelo, mas por motivos diferentes. O gabonês, ex-Borussia Dortmund, jogou a Champions League pelo clube que foi ''rebaixado'' para a Europa League, configurando que está na mesma competição do time inglês (Mkhitaryan também atuou pelo Manchester United, mas como os rivais avançaram na competição, fica livre para atuar). 

Já Lacazzette sofreu lesão mais grave há algum tempo e ainda segue de molho fora dos gramados. O escolhido para ser o comandante do ataque deve ser Welbeck ou Ozil numa função de 'falso 9'. No mais, o time deve ter força máxima, já que pode ser a chance de o time inglês salvar a temporada com um título que levaria de volta a Champions League.  

Mesmo com toda a pressão por conta dos maus resultados, Wenger foi bem simpático quando lhe perguntado sobre possíveis dicas que ele poderia dar ao jovem treinador Gattuso, ressaltando que o italiano vem fazendo um ótimo trabalho e que ele próprio precisaria de conselhos do treinador do Milan. "Não preciso dar dicas ao Gattuso. Está muito bem e tem muita experiência. Como estou em má fase, acho que eu preciso pedir dicas a ele", comentou o francês. 

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há uma hora
há um dia
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 2 dias
há 3 dias
há 3 dias