Na pressão e com Neymar decisivo, PSG vira contra Atalanta e segue vivo na Champions League
Foto: Divulgação/Paris Saint-Germain

O Paris Saint-Germain sofreu, mas conseguiu a virada sobre a Atalanta e a classificação no final do jogo nesta quarta-feira (12), no estádio da Luz, em Portugal, válido pelas quartas de final da Uefa Champions League, que foi realizado em jogo único. O time italiano abriu o placar com Pasalic na primeira etapa, enquanto os franceses fizeram os gols com Marquinhos e Choupo-Moting nos acréscimos. Sendo assim, 2 a 1 no resultado.

Estratégias

O técnico Gian Piero Gasperini mandou a Atalanta ao jogo com time montado no 3-4-2-1, que durante a partida se tornou no 3-4-1-2, com o trio de defesa formado por Rafael Tolói, Caldara e Djimsiti para auxiliar o goleiro Marco Sportiello. No meio-campo, o quarteto foi esse: Hateboer, Marten de Roon, Freuler e Gosens. Para ligar o meio ao ataque da dupla Pasalic e Duván Zapata, Alejandro Gómez, camisa 10 da equipe, foi o responsável por exercer a função.

O comandante Thomas Tuchel, por sua vez, preferiu o 4-3-3 para o PSG em campo, escolhendo a dupla Thiago Silva e Kimpembe para tomar conta da defesa, enquanto Kehrer e Bernat cuidavam das laterais. Marquinhos ficou encarregado de proteger o sistema defensivo atuando como volante, com Ander Herrera e Gueye fazendo a ligação ao ataque. Na frente, o trio ofensivo foi formado por Sarabia, Mauro Icardi e Neymar.

Neymar foi o principal destaque durante os 90 minutos

A primeira etapa se destacou com a Atalanta ofensiva, pois mesmo se defendendo com três zagueiros, usou as laterais para chegar ao ataque e oferecer muito perigo ao goleiro Keylor Navas, que fez fantásticas defesas. Quando ficavam sem a bola, os italianos marcavam e pressionavam os jogadores adversários.

Aos 27, em troca de passes, La Dea chegou ao gol com Pasalic, que chutou no canto direto de Navas, sem possibilidade de defesa. Enquanto PSG tentou usar o lado esquerdo para criar as principais oportunidades, os adversários deram importância para os passes, trabalhando bem a bola do meio para frente.

O brasileiro Neymar, justamente pelo lado esquerdo, foi o principal destaque no ataque, criando duas chances de gols, uma com pé direito e outra com pé esquerdo. Foi o responsável também por cobrar todas as faltas de seu time, sendo uma delas a mais caprichada: lance aos 34, em chute que obrigou o goleiro Sportiello a trabalhar e deixar a bola entre suas luvas.

No segundo tempo, não foi a mesma intensidade da etapa anterior, com Atalanta perdendo toda sua ofensividade. Quem mandou no jogo foi o PSG, que continuou com Neymar se esforçando em busca do gol de empate e jogando toda pressão nos italianos. As substituições feitas por Tuchel foram determinantes para a mudança do resultado: saíram Sarabia, Herrera, Gueye e Icardi para as entradas de Mbappé, Draxler, Paredes e Choupo-Moting. Navas foi substituído por Rico no gol por causa de lesão.

Embora estivessem com total domínio da posse de bola, os parisienses pouco finalizaram à meta adversária antes das mudanças, tanto que o primeiro chute foi aos 73, através de Mbappé pela esquerda, abusando da velocidade. Nos momentos finais, a equipe acertou o alvo.

Aos 90, em domínio de Neymar e que contou com desvio do zagueiro adversário, o brasileiro Marquinhos conseguiu o empate. Para evitar prorrogação, o PSG, com passe de Mbappé, buscou a virada com Choupo-Moting, que fez o gol da classificação para as semifinais.

Próxima fase

Com a importante vitória de virada nos acréscimos, o PSG é o primeiro time a se garantir nas semifinais da UEFA Champions League 2019-20. Os franceses aguardam o confronto entre RB Leipzig e Atlético de Madrid para definir o próximo adversário.

VAVEL Logo