Manchester City domina e atropela Arsenal no Etihad Stadium
Foto: Divulgação / Manchester City

Goleada, fora o baile.  Em jogo válido pela terceira rodada da Premier League 2021-22, tivemos mais um clássico na temporada. O Manchester City recebeu o Arsenal no Etihad Stadium na manhã deste sábado (28). De um lado, os Citizens queriam provar que as fichas apostadas por Pep Guardiola no time valem a pena. Do outro, os Gunners tinham que provar que ainda poderiam brigar com os gigantes pela Premier League. 

O Manchester City não teve nenhum problema o jogo inteiro. Mesmo não jogando tudo o que pode o jogo inteiro, os Citizens dominaram completamente seu adversário e o jogo terminou em 5 a 0 para os donos da casa. Os gols foram marcados por Gundogan, Rodri, Gabriel Jesus e dois de Ferran Torres. 

Quem precisa de CR7?

Claro que o clube nunca desdenhou das qualidades do craque português. Mas, quando perguntado sobre o mais novo jogador (que ainda estava livre no mercado) na entrevista coletiva pré-jogo, Pep Guardiola disse acreditar em suas peças e no time que já tinha montado. A grande verdade é que o time não dependia da contratação de Messi, Cristiano Ronaldo ou Harry Kane para conseguir continuar brigando por títulos. 

O primeiro gol do jogo saiu logo aos 7 minutos. Com uma bela assistência de Gabriel Jesus, o primeiro toque na bola de Gündogan no jogo foi a cabeçada para dentro do gol. Quando saiu o primeiro, não demorou muito para o segundo sair. Aos 13', a zaga não conseguiu cortar a bola e ela sobrou para Ferran Torres marcar o segundo. O lance teve que ser revisto no VAR, por conta de uma provável falta de Rúben Dias em Chambers, mas para o juiz e para o VAR a falta foi fora do lance. 

A chance mais clara do Arsenal no jogo saiu de um lance de Éderson, onde ele perdeu a bola para Smith-Rowe e o camisa 10 deu um toquinho, mas a bola passou direto pelo gol. Se o Arsenal tava dando indícios que conseguiria reagir um pouco, aos 34' veio o baque: depois de um carrinho em Cancelo, Xhaka foi expulso. O jogador suíço não acertou diretamente o português, mas o juiz interpretou que a intenção não faltou na jogada. Se já estava ruim com 11, o time se fragilizou ainda mais e aos 41 Gabriel Jesus marcou o terceiro do City, com assistência de Jack Grealish.

Os números do primeiro tempo mostram o completo domínio dos donos da casa, que poderia ter sido muito pior. Enquanto o Arsenal terminou com 25% de posse de bola e finalizando apenas uma vez no gol, o City acertou três de seis chutes no gol de Leno.

Para o segundo tempo, o City começou com o mesmo gás que terminou o segundo. Logo aos 4 minutos, Leno já teve que defender o chute de Bernardo Silva. Porém, apesar das defesas salvadoras do goleiro alemão, elas não assustaram nada os adversários. Aos 6', Rodri acertou um chute de fora da área a ampliou o placar para 4 a 0. 

Mesmo com o placar já bem amplo, Leno continuava trabalhando para que o estrago - que já era grande, não fosse ainda maior. Aos 22', Mahrez cruzou para o cabeceio de Sterling, mas o goleiro conseguiu salvar mais uma. Aos 39', Ferran Torres fez mais um de cabeça, o que decretou o 5 a 0.

Os números do segundo tempo provam que 5 a 0 foi pouco. O time de Mikel Arteta não conseguiu entrar na segunda etapa e, além de não finalizar, teve que lidar com 19 finalizações do seu adversário. O City acertou sete delas no alvo, três para fora e nove bolas foram tiradas pela defesa. 

Mais uma goleada para entrar na história. São 12 jogos seguidos pela Premier League que Arsenal não vencem o Manchester City, sendo 10 derrotas e dois empates. Porém, o recorte é ainda pior quando tiramos o foco do adversário. Desde a temporada 1954/1955 que os Gunners não perdiam as três primeiras partidas do Campeonato Inglês. Apesar de se tratar apenas do começo da temporada, o sinalzinho de alerta pode e deve ser ligado. 

Próximos jogos

Com seis pontos em três rodadas, o City assume a liderança temporária da Premier League, com nove pontos gols de saldo. Já  o Arsenal divide a lanterna com o Norwich, já que não pontuou e tem -9 gols de saldo.

Os dois times só voltam aos gramados pela Premier League no  sábado (11). Na parte de cima da tabela, o Manchester City visita o Leicester às 11h. No mesmo horário, do outro lado da tabela, o Arsenal recebe o Norwich City no Emirates Stadium.

VAVEL Logo