Barcelona vence Valencia com gol solitário de Suárez e sai na frente pelas semifinais da Copa do Rei

Com Messi e Suárez municiando as ações ofensivas, sendo o único gol marcado pelo uruguaio, Barcelona vence Valencia no jogo da ida das semifinais da Copa do Rei; Valencia concilia o fator casa para tentar ir a finalíssima

Barcelona vence Valencia com gol solitário de Suárez e sai na frente pelas semifinais da Copa do Rei
Foto: Alex Caparros/Getty Images
Barcelona
1 0
Valencia
Barcelona: Cillessen; Alba, Piqué, Umtiti, Sergi Roberto; Busquets, Rakitic, Iniesta, Aleix Vidal; Luis Suárez, Lionel Messi. Técnico: Ernesto Valverde
Valencia: Jaume; Gayà, Gabriel Paulista, Rubén Vezo, Montoya; Andreas Pereira, Coquelin, Parejo, Soler; Rodrigo, Vietto. Técnico: Marcelino Toral
Placar: 1-0, min. 66, Suárez.
ÁRBITRO: Jose Maria Sanchez Martinez (ESP). Cartões amarelos: Sergi Roberto (min. 35), Andreas Pereira (min. 40), Vietto (min. 51) e Soler (min. 53).
INCIDENCIAS: Partida válida pela ida das semifinais da Copa do Rei, realizada no estádio Camp Nou, em Barcelona, na Espanha.

Em jogo válido pela ida das semifinais da Copa do Rei, o Barcelona enfrentou o Valencia em seus domínios. O jogo da volta será realizado na próxima quinta-feira (8), no Mestalla, em Valência. Com gol de Luis Suárez, os culés venceram o primeiro jogo por 1 a 0.

Após vencer de maneira sofrida a equipe do Deportivo Alavés, o clube blaugrana foi a campo contra a equipe che em um duelo comumente aguardado na temporada. Visto que a temporada dos comandados de Marcelino Toral vem sendo ótima, o confronto já havia sido realizado, válido pelo Campeonato Espanhol. O placar final foi de 1-1, em jogo 'polêmico'.

O Barcelona volta aos gramados no próximo domingo (4), contra o Espanyol, fora de casa, no clássico da Catalunha. Já o Valencia, no mesmo dia, enfrenta o Atlético de Madrid, no Estádio Wanda Metropolitano. Ambos duelos válidos pelo Campeonato Espanhol 2017/18.

Barcelona controla a posse, mas para na aplicação tática e defensiva do Valencia

Na primeira etapa, posse de bola massante dos culés, obtendo total domínio das ações da partida. Em detrimento disto, a equipe tinha dificuldades para traduzir em gols, proporcionando um primeiro tempo com poucas chances claras de gol.

A equipe che, dentro de sua proposta de jogo, jogando recuado e esperando o contra-ataque, com duas linhas de quatro jogadores bem postadas, impossibilitou o Barcelona de trabalhar nas entrelinhas. 

A cabeça pensante do clube culé na partida, Lionel Messi, tentava alterar o placar. Sendo o jogador com mais chances criadas e dribles completados, o argentino aparecia em todo flanco do campo, também na faixa central. A válvula de escape do Barcelona. Entretanto, não conseguiu abrir o placar ou contribuir para isto nos primeiros 45 minutos.

Iniesta e Montoya disputando por espaço e posse | Foto: Quality Sport Images/Getty Images
Iniesta e Montoya disputando por espaço e posse | Foto: Quality Sport Images/Getty Images

Um lance promissor para a equipe visitante, com Andreas Pereira, poderia ocasionar perigo à meta adversária, mas Sergi Roberto acabou 'passando do ponto' com o pé, atingindo o jogador brasileiro naturalizado belga de prosseguir na jogada. Lance que culminou no cartão amarelo do jogador espanhol, que poderia resultar eventualmente em cartão vermelho, dependendo do critério do árbitro. 

Nos minutos finais do primeiro tempo, Iniesta avançou em diagonal na pequena área e bateu cruzado. Suárez, livre, não alcançou. No lado averso, o Valencia teve sua única grande chance com Montoya, que bateu forte de fora da área, após tabela com Rodrigo.

Panorama inalterado na segunda etapa; Barcelona dono das ações, porém menos displicente finalizando

Na volta para a segunda etapa, logo nos primeiros minutos, duas finalizações perigosas de ambas equipes, dando resquícios de crescer na partida: Aos 48', Messi carregou dentro da área, limpou a marcação e finalizou com perigo. Poucos minutos depois, seria a vez de Dani Parejo finalizar com perigo da zona intermediária.

Depois de tanto afunilar, viria o primeiro gol da partida, em favor do Barcelona: Aos 66', em jogada iniciada por Jordi Alba pelo lado esquerdo, o lateral espanhol tocou para Messi, que fez a fila na marcação do Valencia e tocou por cobertura para Suárez. O uruguaio, sozinho, cabeceou para as redes e abriu o marcador.

Dupla Messi-Suárez vem sendo funcional e primorosa na temporada | Foto: Lluis Gene/Getty Images
Dupla Messi-Suárez vem sendo funcional e primorosa na temporada | Foto: Lluis Gene/Getty Images

Em boa participação e devidamente posicionado, Coquelin apareceu para finalizar: aos 71', o francês recebeu próximo ao bico da área e, sem hesitar, mandou um belo chute, passando por cima e próximo ao gol. 

Marcado por ter um dos melhores contra-ataques na Espanha, a equipe che não conseguia explorar as linhas altas e expostas do Barcelona. Quando oportunizado de por em prática seu bom contra-ataque, errava o último passe, além de impreciso na conclusão das jogadas.

Com participação defensiva até do goleiro Cillessen, após desarmar Santi Mina nos minutos finais, o Barcelona conseguiu fazer a manutenção do placar e saiu vitorioso do primeiro duelo das semifinais.