Com Fred apagado, Dourado brilha e Fluminense vence Atlético-MG no Independência
Foto: Divulgação/Fluminense FC

Fluminense e Fred se reencontraram na tarde deste domingo (21), no estádio Independência, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Assim como no primeiro encontro no ano passado, o Tricolor levou a melhor, vencendo desta vez por 2 a 1, com gols de Henrique Dourado e Richarlison - Gabriel descontou para o Galo.

Com a vitória, o Fluminense alcançou a segunda vitória seguida e ocupa a vice-liderança com seis pontos, atrás apenas do Grêmio pelo saldo de gols. Já o Atlético-MG, continua sem vencer e está na 14ª posição com apenas um ponto.

Na próxima rodada, o Fluminense tem clássico contra o Vasco, no sábado (27), às 16h (de Brasília), em São Januário. Já o Atlético-MG, recebe a Ponte Preta no Independência, domingo (28), às 11h.

Jogo ganha emoção no final do primeiro tempo e Fluminense vai para o intervalo na frente do placar

O Atlético-MG teve mais posse de bola durante todo o primeiro tempo, mas teve dificuldade de criar oportunidades. Durante os 30 minutos iniciais, apenas duas chances em bola aérea, com desvio do zagueiro Felipe Santana, que assustou o goleiro Diego Cavalieri.

Por outro lado, o Fluminense se fechava e tinha como proposta o contra-ataque. Demorou, mas acertou o primeiro aos 36 minutos. Richarlison avançou em velocidade, invadiu a área e foi derrubado. O árbitro marcou pênalti, que Henrique Dourado converteu para abrir o placar no Independência. 

Abalado com o gol, o Atlético-MG se lançou ao ataque e vacilou na marcação mais uma vez. Pouco depois de abrir o placar, o Fluminense ampliou aos 38 minutos. Henrique Dourado fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Richarlison, que subiu mais que Marcos Rocha e cabeceou no contrapé de Victor.

Foto: Divulgação/Fluminense FC
Foto: Divulgação/Fluminense FC

Perdendo por dois gols, o Atlético-MG precisou correr atrás. Pouco depois do Flu ampliar, o Galo respondeu no ponto fraco tricolor: a bola aérea. Cazares cobrou escanteio na medida, a zaga bobeou e Gabriel escorou para diminuir aos 40 minutos. Logo após, aos 42, por pouco o time mineiro não empatou, mas Diego Cavalieri espalmou a bomba de Cazares.

Atlético-MG pressiona, mas não consegue marcar e Fluminense conquista segunda vitória no Brasileirão

O Galo voltou para o segundo tempo mais ofensivo com Maicosuel no lugar de Rafael Carioca para buscar o resultado, mas o time continuava com dificuldade para furar a defesa do Fluminense.

Somente com a entrada de Rafael Moura, que o time passou a jogar constantemente na bola aérea, que as oportunidades foram surgindo. Aos 16 minutos, o He-Man serviu Maicosuel, que ficou livre de frente para Diego Cavalieri, mas finalizou por cima.

Retrancado e dando a bola para o Atlético-MG, o Fluminense só levou perigo em duas oportunidades durante todo o segundo tempo. A primeira delas, ainda no início, com Henrique Dourado, mas Victor salvou. A segunda, aos 33 minutos, quando Sornoza finalizou da intermediária e mandou por cima do gol atleticano.

Já recuado, o Fluminense passou a ficar com um a menos quando Sornoza machucou e deixou o campo aos 35 minutos - o técnico Abel Braga já tinha feito as três substituições. Com isso, o Galo tomou mais ainda conta do jogo.

Com um a menos, o Galo - além de dominar o jogo - ganhou mais tempo ainda para buscar o empate quando o criticado árbitro Jean Pierre Gonçalves de Lima deu seis minutos de acréscimos. E foi no tempo extra que teve as melhores chances de empatar. Primeiro, aos 48, em cobrança de falta de Cazares, mas a bola passou por cima. Por último, aos 50, Elias recebeu livre na área e tocou no canto de Cavalieri, mas a bola saiu pelo fundo. Sem mais tempo para o empate, o Flu acabou conquistando a primeira vitória no novo Independência.

VAVEL Logo