Macaé e Fluminense fazem duelo de opostos na última
rodada da Taça Rio
Foto: Divulgação / Fluminense

A bola vai rolar pela última rodada da Taça Rio. Nesta quinta-feira (2), o Macaé recebe o Fluminense no estádio Elcyr Resende, em Bacaxá, às 17h30. As duas equipes vivem situações bastante opostas no Grupo B, sendo o Tricolor o líder do grupo com nove pontos e o Leão o lanterna com apenas três.

No histórico do confronto, os visitantes levam grande vantagem: são 17 vitórias do Fluminense, duas  do Macaé e três empates em 22 partidas. Na artilharia o panorama segue o mesmo: 58 gols do time das Laranjeiras, média 2,64 gols/jogo, contra 24 do do Alvianil Praiano, média de 1,09 gols/jogo. Na última partida entre as duas equipes, em março do ano passado, o Fluminense goleou o rival por 5 a 0.

Macaé tenta surpreender no seu ato final

O Macaé chega para a partida tentando terminar de forma digna sua participação no estadual deste ano.

O time comandado por Charles de Almeida soma setr pontos na classificação geral, quatro na frente da Cabofriense, que jogará a seletiva no ano que vem. Apesar da situação ruim na tabela, o Macaé poderá ir a campo sem uma pressão maior pelo resultado, já que está garantido na primeira divisão do Campeonato Carioca, o que pode ser um trunfo no aspecto psicólogo.

Porém, o time não poderá contar com o autor de dois dos seus cinco gols na competição, Matheus Babi. O atacante foi negociado com o Botafogo durante o período de paralisação do estadual e já não faz mais parte do elenco do Leão.

Jones, o autor do gol na derrota contra o Vasco, disse em entrevista após o jogo que o condicionamento físico da equipe não será problema.

"Apesar do pouco tempo de trabalho, já deu para ver que o time está bem de perna. Infelizmente não veio a vitória, mas vamos fazer de tudo para fazer um bom último jogo e colher bons frutos no futuro", afirmou o jogador.

Provável escalação: Jonathan; Filippe Formiga, André Ribeiro, Vladimir e Maranhão; Wagner Carioca, Junior Santos, Gedeil e Julinho; Jones e Alexandro.

Para esquecer a última partida, o Fluminense precisa dar uma resposta

A diretoria do tricolor foi contra a volta do futebol no mês de junho. E parece que, apesar de ter entrado em campo no último domingo (28), o Tricolor não jogou. A derrota por 3 a 0 para o Volta Redonda foi surpreendente, mas já é passado no CT Carlos Castilho. Agora a equipe de Odair Hellmann trabalha para dar uma resposta para sua torcida, tanto em relação ao desempenho quanto ao trabalho do treinador. Antes da paralisação do futebol, Odair já era visto com desconfiança por parte da torcida por conta da eliminação precoce na Sul-Americana.

Para essa partida dois jogadores devem voltar ao time titular: Nenê e Wellington Silva. O meia-atacante esteve afastado após ter testado positivo para Covid-19, e Wellington se recuperando de um desconforto muscular. A baixa fica por conta de Egídio, expulso ainda no primeiro tempo contra o Volta Redonda.

O Tricolor depende apenas de si para terminar como líder do grupo. Basta uma vitória simples para isso. O primeiro ligar na classificação geral, contudo, não é mais possível após vitória do Flamengo contra o Boavista.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (1°), o zagueiro Nino comentou o próximo duelo.

"O jogo é de extrema importância amanhã e estamos bastante focados neste jogo para voltar a vencer, para classificar, classificar bem. E trabalhamos para que amanhã tudo dê certo. Que a gente possa estar 100% focado, todo mundo bem fisicamente para que amanhã seja um resultado bem diferente do que foi no jogo passado", disse o jovem defensor do Fluminense.

Provável escalação: Muriel; Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Orinho; Hudson, Yago Felipe e Nenê; Wellington Silva, Marcos Paulo e Fred.

VAVEL Logo