Ceará vence Sampaio Corrêa em sete minutos e avança às
semifinais do Nordestão
Stephan Eilert/Ceará SC

A missão mais complicada no momento quanto ao futebol nordestino é vencer o Ceará. O Sampaio Corrêa até tentou, mas não conseguiu. Em jogo disputado na tarde deste domingo (18), realizado na Arena Castelão, em Fortaleza/CE, e válido pelas quartas de final da Copa do Nordeste 2021, o Alvinegro de Porangabuçu precisou de apenas sete minutos para vencer o jogo por 3 a 0 e permanecer na briga pelo terceiro título regional de sua história. A classificação foi possível graças a Bruno Pacheco, Saulo Mineiro e Felipe Vizeu.

O primeiro foi tímido referente às finalizações. O Ceará começou no ataque e usou a velocidade de Mendoza em dois lances consecutivos para levar perigo no lado esquerdo, mas errou o alvo em ambas as oportunidades. Os donos da casa tinham mais posse de bola e presença no campo de ataque, mas as tentativas eram bloqueadas pela defesa do Sampaio Corrêa. Do lado maranhense, apenas uma finalização de André Luiz, sem perigo nenhum.

Era evidente que a pressão cearense aumentaria no segundo tempo. O técnico Guto Ferreira apostou na mobilidade ofensiva e promoveu a entrada de Felipe Vizeu em substituição a Cléber. Aos poucos, o adversário ficava encurralado no campo defensivo. Pedro Naressi e Vinícius arriscaram de fora da área e Mota defendeu ambas as finalizações. O goleiro alvinegro Richard apenas assistia ao jogo. A arbitragem de vídeo entrou em ação aos 24 minutos, quando Bruno Pacheco passou por Joécio e caiu após disputa com Allan Godói. A reclamação foi enorme pelo lado alvinegro para ser marcado o pênalti, mas nada foi assinalado.

Aí entrou a interferência de Guto Ferreira nas substituições. Pouco após o lance revisado pelo VAR, Marlon e Saulo Mineiro entraram e o domínio do Vozão foi convertido em gols. Aos 27 minutos, depois de muito bate-rebate na área, Bruno Pacheco dominou na esquerda, girou e fez o cruzamento. A bola desviou em Allan Godói, Mota se esticou, mas não conseguiu evitar a abertura do placar. Nem deu tempo de comemorar o primeiro, logo veio o segundo. Aos 29, Pimentinha recuou errado, Saulo Mineiro ficou com a bola e avançou desde o círculo central até a intermediária, quando foi bloqueado pelo goleiro Mota. Felipe Vizeu ficou com a sobra, acionou Mendoza e o atacante cruzou para Saulo Mineiro finalizou na pequena área. E, aos 33, Bruno Pacheco fez o passe da esquerda. A bola bateu na zaga e Felipe Vizeu ficou com a sobra para dominar e bater cruzado à esquerda de Mota.

Com a classificação encaminhada, os dois treinadores realizaram modificações no elenco para passar o tempo. O Alvinegro de Porangabuçu teve a oportunidade de transformar a vitória em goleada. Após análise e revisão da arbitragem na cabine de vídeo à beira do gramado, a equipe da casa teve pênalti após a bola ter batido na mão de Marlon no cruzamento de Buiú. Na cobrança, porém, Vinícius não tirou a zica ao acertar o travessão. Nada que mudasse o resultado.

Eliminado, o Sampaio Corrêa tem apenas o Campeonato Maranhense a ser disputado antes da Série B começar. Por sua vez, o Ceará vai enfrentar o Vitória na semifinal do Nordestão, em data e horário ainda a ser divulgado oficialmente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Antes, porém, o Alvinegro de Porangabuçu fará sua estreia na Copa Sul-Americana às 19h15 da próxima quarta-feira (21) diante do Jorge Wilstermann. A partida será disputada na Arena Castelão, em Fortaleza/CE.

VAVEL Logo