Inevitável: Grêmio bate campeão Atlético-MG, mas acaba rebaixado à Série B
Foto: Pedro Souza / Atlético-MG

Na última rodada, o Grêmio conseguiu um nível de atuação que se esperava dele durante todo o Brasileirão 2021 e bateu o campeão Atlético-MG (que atuou com os reservas). Mas foi tarde demais. A vitória do Tricolor por 4 a 3 diante de mais de 35 mil torcedores nesta quinta-feira (9), na partida final da competição, não foi suficiente para evitar o rebaixamento, que parecia improvável no início da temporada, mas se concretizou de forma melancólica na Arena, em Porto Alegre.

Diego Souza, duas vezes, Campaz e Douglas Costa marcaram para o Grêmio, enquanto Dodô, Vargas e Hyoran fizeram para o Galo.

Vitória amarga

O Grêmio começou de forma fulminante e, ao menos, encaminhou sua parte na tentativa de evitar o descenso. O Tricolor abriu 3 a 0 em suas três primeiras finalizações, com Diego Souza, aos 6, Campaz, aos 11, e Diego Souza, de falta, aos 20. Após a polêmica durante a semana, Douglas Costa se mostrou muito ligado e fez um ótimo início de partida e participou dos dois primeiros gols.

A notícia de um gol do Bahia no Ceará, porém, desanimou a torcida e afetou a atenção do Grêmio em campo. O Galo, que poupou titulares por causa da decisão da Copa do Brasil, mas já tinha mais posse de bola, passou a chegar mais perto do gol. Com o brilho de Calebe, o campeão voltou para o jogo. O jovem meio-campista deu duas assistências, primeiro para Dodô, que descontou em chutaço aos 27, e depois no meio da defesa para Eduardo Vargas, que fez valer a 'lei do ex', e diminuiu o prejuízo do Atlético na Arena.

O segundo tempo começou menos elétrico, com o Grêmio tenso, enquanto pensava em segurar a vantagem e secar os rivais. Aos 14, porém, o Tricolor resolveu pelo menos o seu problema em Porto Alegre. Douglas Costa recebeu passe espetacular de Ferreira, saiu de frente para Rafael e ampliou: 4 a 2. Na comemoração, ele deu um 'tchau' e mostrou o número 10 da camisa na partida.

Enquanto Cuca usou o restante do tempo para colocar jovens em campo, Vágner Mancini lançou Jhonata Robert, que bagunçou a defesa alvinegra.

Nas arquibancadas, a torcida do Grêmio comemorou a virada do Fortaleza contra o Bahia aos 33, mas tomou um banho de água fria com o gol de pênalti do Juventude contra o Corinthians quase no minuto seguinte. Com o ambiente de menos empolgação, o Tricolor ainda teve chances de ampliar, mas Borja isolou um pênalti sofrido por Jhonata RobertLucas Silva não alcançou cruzamento que também veio de Jhonata.

Já nos acréscimos, Hyoran fez valer seus minutos em campo e fez mais um gol de falta na partida, descontando para o Galo. Após o fim do jogo, torcida e jogadores do Grêmio acompanharam desolados o fim da partida do Juventude, que venceu e garantiu a permanência na Série A, decretando o rebaixamento de seus conterrâneos.

O que vem por aí

O Grêmio jogará em 2022 a Série B apenas pela terceira vez - as outras foram em 1992 e 2005. Enquanto isso, o Galo busca mais um título. No domingo (12), começa a decidir a Copa do Brasil diante do Athletico-PR, no Mineirão, às 17h30.

VAVEL Logo