Com gol de Kardec no fim, Atlético-MG bate Coritiba e quebra sequência negativa
Pedro Souza / Atlético

Após seis jogos sem vencer, o Atlético-MG bateu o Coritiba por 1 a 0 na manhã deste domingo (14). A partida foi válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro,, no Couto Pereira. Alan Kardec marcou no último lance da partida para os mineiros.

Gol no fim decide

O primeiro tempo foi de domínio do Atlético, a equipe mineira não deixava o Coritiba sair do campo de defesa, e forçava os coritibanos a errarem. Não houve grandes chances por parte dos dois times, o Galo teve volume de jogo pelo lado esquerdo, mas mesmo jogando no campo de ataque, a equipe não criava boas oportunidades. Já no final, o jogo ficou equilibrado. 

O segundo tempo foi bem mais agitado, as equipes criaram chances melhores. E começou com imposição do Coritiba, pressionando o Galo e finalizando mais. Mas, conforme o jogo seguia os alvinegros retomaram o controle do jogo.

Os mineiros por grande parte do segundo tempo pararam na grande atuação do goleiro Alex Muralha,, que por muitas vezes salvou a equipe alviverde no jogo. Após os 30 minutos, o Galo emplacou uma sequência de lances perigosos com, Guilherme Arana, Kardec, que entrou no lugar de Hulk, acertou uma bola na trave, e Nacho, que teve duas ótimas chances de marcar.

No último lance da partida, o argentino fez boa jogada e achou Kardec no segundo pau. Dessa vez, a muralha foi furada. O goleiro já estava vencido no lance e não conseguiu defender. Após o gol, o árbitro Marcelo de Lima Henrique, encerrou o jogo.
 

  • Muita posse, poucas chances

No início do primeiro tempo, o Atlético teve o domínio sobre o Coritiba, os mineiros pressionaram a saída do Coxa e durante as disputas de bola, o Galo ficava com todas as sobras.

O Coxa tinha muita dificuldade de sair jogando por conta da pressão imposta pelo Atlético. A equipe pouco recuperava, apenas esperava o erro dos alvinegros para encaixar um contra-ataque. 

Mesmo sendo superior, o Galo não oferecia perigo ao gol Coxa-Branca. O time ocupou por grande parte do jogo o lado esquerdo, com Keno e Arana, realizando jogadas na linha de fundo e cruzando para a área.

Após os 30 minutos, o Coritiba conseguiu trocar passes e manter a posse de bola no campo do Atlético. O time paranaense buscava atacar de forma direta e objetiva, mas os erros nas tomadas de decisões entregavam a bola ao Galo.

O Atlético voltou a ser melhor nos minutos finais e impôs pressão ao Coxa, mas sem dar perigo para o goleiro Muralha.

  • Água mole, pedra dura...

O Coxa começou o segundo tempo com outra postura, a equipe agora tinha a bola e colocava o Galo no campo de defesa. Aos nove minutos, Boschilia recebeu a bola na direita e fez o cruzamento na cabeça de José Hugo, mas a bola foi pra fora.

O Atlético quase abriu o placar aos 14, com Hulk. Egídio vacilou e recuou mal, Hulk recuperou e ficou cara a cara com Muralha. O atacante tentou a cavadinha, mas a bola saiu.

Aos 23, Arana ficou com a bola, dominou no peito e arriscou de longe com a perna esquerda. A bola levou muito perigo, mas bateu na rede pelo lado de fora. 

Pouco tempo depois, o Galo criou outra boa chance de gol. Após cobrança de escanteio, Kardec cabeceou na trave, a bola ainda quicou em cima da linha, mas na volta a defesa afastou.

Aos 34, Muralha salvou o gol Coxa após chute de Nacho. Ademir arrancou pelo lado direito, carregou a bola até a linha de fundo e tocou na entrada da área para o meia, que chutou de primeira, mas o goleirão buscou e jogou para escanteio. 

Nacho ainda quase marcou em cobrança de falta, a bola tinha endereço, mas Muralha mais uma vez defendeu. E no último lance da partida, o argentino apareceu mais uma vez, após fazer uma grande jogada pela lateral ele cruza no segundo pau, e quem apareceu foi Alan Kardec para empurrar de cabeça para o fundo do gol, sem chances para o goleiro do Coxa

  • Como fica

A derrota em casa coloca o Coritiba na 17ª posição, com 22 pontos, apenas um ponto abaixo da zona de rebaixamento. O Coxa-Branca recebe em casa o Fluminense no sábado (20), pelo Brasileirão.

Já o Galo, afasta a série de resultados negativos e fica na sexta posição, com 35 pontos. Para fica no G-6 a equipe precisa secar o Fluminense que joga neste domingo contra o Internacional.

O próximo jogo do Atlético é contra o Goiás no sábado (19), no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo