Fernando Diniz comemora classificação do Fluminense após susto no primeiro tempo: “Fez por merecer”
Foto: Divulgação/Fluminense

Na última quarta-feira (17) a torcida do Fluminense viveu uma noite mágica no Maracanã. Valendo a classificação para a semifinal da Copa do Brasil, o Flu recebeu o Fortaleza tendo o 1x0 de vantagem do jogo de ida, mas viu Nino marcar contra, empatando o agregado e Romero ampliar, virando o agregado e fazendo 2x0 no placar. Mas Ganso, no segundo tempo, descontou e Cano empatou, dando a classificação ao tricolor para a semifinal da competição.

Após a classificação, Fernando Diniz comentou sobre que tanto nas vitórias quanto nas derrotas pode-se aprender: “Acho que tudo é ensinamento. Tivemos no domingo (derrota para o Internacional), quando o time foi de maneira quase totalmente descaracterizado do que viemos fazendo. Hoje tivemos outro ensinamento. Do jeito que a gente jogou, fez por merecer a classificação”.

O técnico do Flu comentou o que achou da partida e destrinchou os 90 minutos em explicações do motivo do 0x2 no primeiro tempo e do empate buscado na segunda etapa: “Acho que a equipe jogou bem. Perdemos os gols, e o Fortaleza achou essas duas chegadas. Jogada do primeiro gol começou em um lance que achei falta no Arias, deram um chutão para frente, a gente falhou, e eles marcaram. No segundo tempo fomos muito melhores, mas a gente jogou melhor no primeiro tempo e tivemos erros pontuais. Em nenhum momento a equipe que jogou hoje foi a equipe que jogou contra o Internacional em Porto Alegre. Hoje fomos corajosos, a equipe se impôs e tomou os dois gols porque bobeou. No segundo tempo, fomos muito melhores, controlamos o jogo, soubemos criar chances e não ceder contra-ataques para eles”.

Caio Paulista é um dos jogadores do elenco do tricolor que vem sendo criticados pela torcida. Fernando Diniz saiu em defesa de seu jogador: “Talvez o que pese um pouco no Caio é uma avaliação prévia que tinha antes de eu chegar aqui. Como lateral-esquerdo ele tem ido muito bem. Quando saio no mercado do futebol, é alguém muito elogiado. É parecido com o Luciano, que nunca foi unanimidade com a torcida. É uma posição nova para ele, como foi para o Caio Henrique, mas é um jogador forte, habilidoso e que chega bem na frente. Ele tem força e drible, como o Luiz Henrique tinha”.

Diniz exalta a torcida e explica substituições

E Diniz também exaltou a torcida, colocando ela como o 12º jogador na classificação: “Acho que a torcida foi fundamental hoje, foi maravilhosa, foi lindo de ver. Muito bonito ver esse estádio assim. Eu joguei aqui 20 anos atrás, nós fomos finalistas de muitos campeonatos. Peço que ela continue nos incentivando, pois faz muita diferença. Foi nosso melhor jogador, como foi contra o Cuiabá. Espero que eles venham e a gente vai se empenhar ao máximo para fazê-los muito felizes”.

Fernando Diniz também explicou a substituição onde tira Nino, um zagueiro, e coloca Martinelli, um meia, algo pouco visto na maioria dos jogos pelo mundo: “O que foi feito na Vila Belmiro. Fiz as mexidas, estava do hotel, suspenso, senti que tinha que tirar o zagueiro. O time não foi ameaçado em nenhum momento quando o André jogou de zagueiro contra o Santos. Estávamos mais perto de fazer o terceiro que tomar o empate, mas sofremos o gol. Hoje acho que colocar um jogador frio, que não estivesse no clima do jogo, até aquecer. A minha preocupação era a bola aérea, porque ficamos com um time mais baixo. A equipe estava muito sólida defensivamente. Estava muito seguro. Se acontecesse alguma coisa, teria uma chuva de críticas, então a gente tem que fazer o que acredita, e essa qualidade eu tenho”.

O Fluminense agora enfrentará o Corinthians na semifinal da Copa do Brasil. Seguindo os próximos jogos, o Flu recebe o Coritiba no sábado (20), às 19h, enquanto o Fortaleza joga contra o Corinthians às 18h do domingo (21), com as duas partidas valendo pelo Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo