O Athletico empatou neste domingo (12) à noite por 1 a 1 contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em confronto válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Everaldo, para o Tricolor, e Canobbio, para o Rubro-Negro.

Na entrevista coletiva concedida após a partida, o treinador do Furacão, Wesley Carvalho, comentou sobre os problemas físicos que a equipe enfrenta devido ao cansaço: "Estamos com o time bastante cansado... Alguns jogadores ficaram nesses dois dias apenas repousando para poder estar no jogo, como foi o caso do Fernando (Fernandinho), Thiago (Heleno), Bueno (Vitor) e Zapelli."

Além do cansaço físico, o técnico destacou a cobrança dos atletas sobre si mesmos durante a busca do clube por uma vaga na Libertadores do próximo ano: "Não é fácil competir em alta performance, correndo muito e se desgastando muito. Ao mesmo tempo, há o desgaste mental, pois estamos buscando a vaga para a Libertadores. Com isso, os jogadores se cobram muito." O comandante ainda elogiou a entrega e vontade do grupo nos últimos jogos: "Não posso chegar para os jogadores e dizer que não estão se doando e dando o máximo. Tenho que parabenizá-los pelo empenho em buscar e pela entrega que estão tendo."

  • Resumo da partida

"Nós sabíamos que seria um jogo difícil, dado o contexto. Precisávamos pontuar para continuar na briga mais próxima pelos lugares no G-6 e G-4, em busca da vaga na Libertadores, enquanto o Bahia lutava para evitar entrar na zona de rebaixamento, o Z-4. Estávamos cientes de que haveria muita pressão."

O treinador do Athletico também comentou sobre a oportunidade de virar a partida no final do jogo: "Quando estávamos perdendo, fizemos alterações buscando reverter o resultado. Buscamos o empate e tínhamos condições, também, de marcar o próximo gol, como no chute de Bueno no final."

  • Últimas partidas

O Athletico não sabe o que é vencer há cinco jogos. O time paranaense acumula três empates e duas derrotas nas últimas partidas. Os últimos três pontos foram conquistados no dia 25 de outubro, contra o América-MG.

"Aconteceram alguns desfalques nas últimas partidas, alguns jogadores suspensos e um pouco de falta de eficácia no terço final. Não estamos sendo eficazes quando chegamos no último terço. E estamos pagando um preço muito caro. Não vamos desistir nunca. É o nosso perfil, o perfil do clube. Temos que continuar lutando", comentou Wesley.

  • Próximo compromisso

Após a pausa da Data FIFA, o Furacão enfrentará o Vasco no dia 25, às 19h30 (horário de Brasília), na Arena Ligga, pela 35ª rodada do Brasileirão.

VAVEL Logo
Sobre o autor