Nesta quarta-feira (24), o Botafogo conheceu a sua primeira derrota na temporada 2024 em revés diante do Boavista, por 1 a 0, no Estádio Elcyr Resende. A partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Carioca foi decidida com gol de Sheldon, no primeiro tempo.

  • Boavista aproveitou momento oportuno para abrir placar diante de temporal

Com exceção de técnico e Patrick de Paula, Rafael e Savarino, o técnico Thiago Nunes optou pela força máxima para o duelo diante do Boavista do técnico português Filipe Cândido, semifinalista da Taça de Portugal 2022/23 pelo Nacional da Madeira.

No entanto, tudo indica que o treinador alvinegro escolheu a pior noite possível para o retorno de seus principais jogadores com muita chuva no Elcyr Resende, prejudicando o gramado e consequentemente a qualidade de jogo.

O Botafogo começou melhor e controlou mais a posse de bola no início buscando muito o lado esquerdo com Jeffinho atuando mais como assistente do que finalizador, mas sem nenhuma chance real de gol. Por outro lado, o Boavista conseguiu explorar uma das maiores fragilidades do adversário e abriu o placar aos 31 minutos.

Em cobrança de falta, Crystopher colocou a bola na entrada da pequena área em cobrança de lateral e o zagueiro venceu a marcação do Botafogo para testar firme e vencer o goleiro Gatito Fernández. A equipe mandante, que começou acuada, se organizou mais e não permitiu nenhuma chance de gol.

  • Botafogo não apresenta soluções em seu pior jogo na temporada

Com dez minutos de segundo tempo, o Boavista havia executado quatro alterações para rodar o elenco, mas Thiago Nunes manteve a mesma formação durante praticamente todo o segundo tempo, mesmo com a falta de qualidade na produção ofensiva pois a chuva diminuiu e a qualidade do campo melhorou.

As duas equipes equilibraram as ações no início, com o Botafogo controlando mais a posse de bola no restante do segundo tempo trocando passes no meio-campo, mas faltava avançar e principalmente explorar mais do repertório ofensivo além dos cruzamentos na área.

Aos 19', Jeffinho recebeu entre as linhas dentro da área em uma rara oportunidade de gol, mas acabou isolando o chute. Na sequência, o atacante recebeu no lado esquerdo da área e tentou a finalização, mas foi bloqueado.

Quando restavam dez minutos para o apito final, Thiago Nunes enfim mexeu na equipe com as entradas de Kauê, Janderson e Marçal (mais uma vez vaiado pela torcida alvinegra). Na reta final da partida, Raí e Júnior Santos foram acionados para a tentativa de uma improvável empate.

Aos 44 minutos do segundo tempo, o alvinegro enfim construiu uma boa chance de gol. Marçal lançou na área em cobrança de escanteio e Danilo Barbosa pegou a sobra na marca penal, mas o zagueiro bateu mal e finalizou em cima de André Luiz, na única chance real de gol antes da confirmação da derrota.

  • Tabela

Com a derrota, o Botafogo fechará a terceira rodada fora da liderança com 6 pontos, pois o Nova Iguaçu acumula 7 pontos e segue invicto no Carioca, jogando o alvinegro para a vice-liderança. O Boavista subiu na tabela e agora também possui 6 pontos, em 4º lugar.

  • Sequência

Na próxima rodada do Campeonato Carioca, o Botafogo recebe o Sampaio Corrêa-RJ no sábado (27), a partir das 16h, pelo horário de Brasília. Enquanto isso, o Boavista terá pela frente o Madureira, fora de casa, apenas na próxima terça-feira, dia 1º de fevereiro.