Espanha não dá chance para Equador e estreia com 100% na Davis Cup 2021
Foto: Divulgação / ATP

Mais uma "varrida" na Davis Cup 2021. No Grupo A, a Espanha, atual campeã, não perdeu uma partida sequer para o Equador, nesta sexta-feira (26)., em Madrid.

No primeiro duelo, o #106 Feliciano López venceu o #291 Roberto Quiroz. Na sequência, o #20 Pablo Carreño Busta sofreu, mas derrotou o #149 Emilio Gómez. Por fim, na partida de duplas, nova vitória espanhola, de Carreño Busta e Marcel Granollers contra Gonzalo EscobarDiego Hidalgo

Estreia tranquila

Com duplo 6/3, López não teve muita dificuldade para vencer o adversário. No primeiro set, o ibérico teve dificuldades para sacar (o primeiro game teve quatro break points e dez pontos, mesma pontuação do sétimo; enquanto o quinto e o nono tiveram oito). Rejeitando Quiroz no quarto momento, entretanto, o espanhol venceu o período. No segundo set, a rejeição ao sul-americano veio no quinto momento, após oito pontos e dois break points (mesma pontuação do sétimo, mas com o equatoriano salvando um break point). Nem mesmo o oitavo game, com o espanhol sacando doze vezes, foi o suficiente para que o europeu vencesse também o segundo período.

Na segunda peleja, Carreño Busta foi rejeitado no sexto momento, mas rejeitou o adversário no sétimo - após oito pontos, aproveitando o quarto break point. No 12º game, nova recusa para cima do espanhol, que perdeu o set por 7/5. No segundo, problemas para o espanhol no sexto momento: foram oito saques para confirmar o momento, recusando um break point. Nos sétimo e nono games, entretanto, Gómez foi recusado - e o espanhol venceu por 6/3.

No desempate, o equatoriano foi recusado no segundo break point no quarto momento (e quase no oitavo, quando, após doze pontos e dois break [e match] points recusados), mas recusou Carreño Busta no nono. No tie-break, o espanhol abriu 3-1, sofreu a virada por 4-3, revirou para 6-4 e, enfim, encerrou a contagem em 7-5.

Nas duplas, grande início de Carreño Busta e Marcel Granollers contra os equatorianos: nos primeiro e terceiro games, os espanhóis recusaram os adversários. Nem mesmo o oitavo momento, em que que Gonzalo Escobar e Diego Hidalgo rejeitaram os europeus, impediu a vitória dos espanhóis no primeiro set por 6/4.

No segundo set, Escobar/Hidalgo sacaram catorze vezes e recusaram cinco match points dos adversários para confirmar o saque no primeiro momento; no segundo, os espanhóis precisaram de oito pontos, refutando um break point, para vencer. No décimo primeiro momento, novo break point refutado pelos sul-americanos após oito pontos. No tie-break, Carreño Busta/Granollers começaram vencendo por 3-1, 4-2, tomaram a virada por 6-4 e, depois, perderam por 7-5.

No terceiro set, no terceiro game, Busta e Granollers foram recusados. No sexto, os equatorianos sacaram oito vezes e recusaram dois break points - mas, no décimo, Escobar e Hidalgo foram rejeitados. No décimo primeiro, após oito pontos, os ibéricos recusaram dois break points para vencer. Em novo tie-break, os espanhóis abriram 3-0, 5-1 e fecharam a contagem em 7-2.

O que vem por aí

As duas equipes enfrentam a Rússia nos próximos dias pelo grupo A da Davis Cup 2021: no próximo sábado (27), os equatorianos enfrentam os russos, enquanto os espanhóis fazem o duelo no domingo (28).

VAVEL Logo