Halep vence batalha contra Bia Haddad para levar título em Toronto
Tyler Anderson / Tennis Canada

Ex-número 1 do mundo, a #15 Simona Halep interrompeu o sonho brasileiro de levar um WTA 1000 para casa ao derrotar Beatriz Haddad Maia na final do National Bank Open, em Toronto, neste domingo (14). A romena venceu a partida no terceiro, com parciais de 6/3 2/6 6/3, em 2h16 e consagrou-se tricampeã do torneio. 

Com a vitória, Halep retornará ao top 10 da WTA na segunda-feira (15) após pouco mais de um ano fora dele. A mudança para a sexta posição decorre-se de uma boa campanha em 2022, na qual venceu 38 partidas, atrás apenas da atual número 1 do mundo, Iga Swiatek, com um recorde de 49 vitórias no ano. 

O primeiro set começou com Bia impondo-se no serviço como de costume e a brasileira abriu 3/0. Contudo, a romena finalmente aqueceu e, diminuindo os erros e conseguindo pressionar Haddad Maia, venceu os seis games seguintes para fechar o primeiro set e sari com vantagem na partida. 

Bia retomou a confiança durante o segundo set, criando dificuldades para a ex-número 1 do mundo mais uma vez. Jogando solta com o serviço e aproveitando as inseguranças da romena com o próprio saque, a brasileira conseguiu quebra-la duas vezes e abrir 4/0. Apesar de ter conseguido fazer seus games de serviço nas próximas duas vezes, Halep não conseguiu devolver as quebras e Bia empatou a disputa. 

No set decisivo, a experiência da romena falou mais alto e a brasileira pareceu sofrer um pouco com a pressão, ao mesmo tempo que Halep conseguiu manter-se calma em momentos cruciais para vencer a partida e o título do WTA 1000 de Toronto.

"Lugar muito especial"

O título no Canadá é o terceiro no país que Halep levanta. "Canadá é um lugar muito especial para mim. Eu venci em Montreal duas vezes, mas aqui nunca, então hoje é um dia especial", afirmou a campeã. "Eu lutei muito, porque eu queria ganhar na frente de vocês", completou.

A ex-número 1 do mundo teve um último ano complicado, mudando de técnico e caindo no ranking. Essa foi sua primeira final em WTA 1000 desde sua vitória em Roma em 2020. "Alguns meses atrás eu não pensava que eu estaria levantando esse troféu hoje", disse a campeã. 

História escrita

Já Bia, faz história como a primeira brasileira na Era Aberta a chegar à final de um WTA 1000. O percurso até a decisão final também foi cheio de obstáculos. A paulista, que fará sua estreia no top 20 na próxima atualização do ranking, precisou passar por Leylah Fernandez (vice-campeã do US Open), Iga Swiatek (atual #1), Belinda Bencic (atual campeã olímpica) e Karolina Pliskova (ex-número 1) para enfrentar Simona Halep na final. 

"Eu acho que estou ficando mais competitiva a cada semana. Nós estamos trabalhando do jeito certo e os resultados estão aqui, porque estamos focados no processo", disse a brasileira na cerimônia de premiação. Bia venceu dois torneios na grama durante a temporada desse ano e vem fazendo campanha impecável em 2022. 

"Eu gostaria de agradecer minha família, e todo mundo que estava torcendo por mim. Os brasileiros aqui foram incríveis em todas as partidas", destacou Bia. A paulista, que está ganhando cada vez mais protagonismo e notoriedade, ainda dedicou seu troféu ao seu pai e avô, além de desejar, em português, um feliz Dia dos Pais a todos os pais brasileiros. 

Durante a cerimônia de premiação, a romena não poupou elogios à Bia. "Eu tenho muitas coisas a dizer, é difícil porque hoje estou muito exausta. Foi uma batalha difícil", disse olhando para a brasileira. "Parabéns, Beatriz. Você está fazendo um ótimo trabalho durante toda a semana, na verdade, durante todo o ano, você ganhou tantos títulos e tantos jogos", completou.

O encontro de hoje foi o quarto entre as duas tenistas e, atualmente, a romena venceu três deles.

VAVEL Logo