Com grande atuação da defesa, Eagles batemFalcons e avançam para final da NFC

Na “batalha dos pássaros”, os anfitriões decidem nos field goals e vão a final da conferência pela primeira vez depois de nove anos

Com grande atuação da defesa, Eagles batemFalcons e avançam para final da NFC
Em meio a erros e em jogo disputado, os Eagles triunfam e vão para a decisão (Créditos: Al Bello/Getty Images)
Philadelphia Eagles
15 10
Atlanta Falcons

Neste sábado (13), no Lincoln Financial Field na Filádelfia, a decisão da NFC 2017-18 conheceu seu primeiro classificado. O Philadelphia Eagles conquista uma vitória suada dentro de casa por 15-10 e frusta o sonho do Atlanta Falcons de voltar a um Super Bowl após o trauma da última final. O quarterback dos Eagles, Nick Foles, conseguiu suportar o peso de substituir o titular Carson Wentz, candidato a MVP que se lesionou nas últimas rodadas da temporada regular, e fazer uma partida digna, que foi decidida através de field goals e marcada por muito equilíbrio e muitos erros de ambos os lados.

O Philadelphia agora aguarda o duelo entre Minnesota Vikings e New Orleans Saints, neste domingo (14), para conhecer seu adversário na final da conferência e buscar seu lugar no Super Bowl LII.

Atuações defensivas dão o tom no primeiro tempo da partida, marcado pelo equilíbrio  

Após um fumble a favor dos Falcons com apenas 24 segundos de jogo, o primeiro quarto fica um tanto quanto “morno”, com a equipe da casa cometendo erros ofensivos em sequência e não se encontrando na troca de passes. Mesmo com o criativo ataque do Atlanta dando alguns trabalhos para a defesa da casa, ambos os times poucos fazem até então, sendo um field goal a favor dos visitantes a única pontuação deste 1Q.

Já no segundo quarto, o jogo ganha tempero, com uma visível melhora do sistema ofensivo dos Eagles que conseguem o primeiro touchdown da partida, porém desperdiçando o extra point (destaque para a jogada que antecedeu o touchdown do time anfitrião, onde Foles consegue salvar uma bola desviada na linha de 3 jardas e se jogar na endzone, mas a arbitragem acaba invalidando o lance e a jogada recomeça na linha de meia jarda). Pelo lado dos visitantes, os Falcons seguiram fazendo campanhas consistentes, com seu primeiro touchdown vindo após uma lambança de Matt Ryan no passe perto da endzone, e em seguida conseguindo anotar os 6 pontos, mais o extra e deixando o placar em 10x6 para o atual campeão da NFC.

No último segundo, porém, o time da casa consegue converter um field goal de 53 jardas pelos pés de Jake Elliot (o mais longo feito por um calouro na história dos playoffs) e encosta no placar, que termina o primeiro tempo com 10-9 para os visitantes.

A “águia” acorda no segundo tempo e Foles se agiganta para buscar a classificação

O quarterback do time da casa engrena e consegue fazer atuação segura na segunda etapa, liderando uma campanha que resultou em outro field goal, que virou o jogo para os anfitriões e deixou o placar em 12-10 no terceiro quarto. A partir desse momento, a equipe da Filadélfia se equilibrou, a linha defensiva apareceu no momento certo e foi cirúrgica ao anular o avanço de Ryan através de uma blitz.

O último quarto começou com a promessa de um grande final de jogo, com os Eagles à frente no placar depois de uma grande virada e vivendo um momento muito superior ao do adversário na partida. O cenário vai se repetindo com uma ótima atuação ofensiva do Philadelphia (principalmente em jogadas terrestres, ponto forte da equipe) e sem espaço para o Atlanta que, a essa altura, não conseguia encaixar seus passes e parava no sistema defensivo do adversário.

O jogo, contudo, ganhou contornos dramáticos nos minutos finais, quando os Falcons marcharam até a linha de duas jardas da endzone e tiveram duas jogadas para anotar um touchdown e virar a partida. Porém, após um passe desesperado de Ryan, a defesa trabalha bem e sacramenta a vitória para o Philadelphia Eagles, levando o Lincoln Financial Field ao delírio.

Destaques da partida:

Philadelphia Eagles:

Nick Foles – lançou para 279 jardas, nenhum passe para touchdown e nenhuma interceptação

Jay Ajayi – correu para 54 jardas

Alson Jeffrey – recebeu para 61 jardas

Atlanta Falcons:

Matt Ryan – 210 jardas e um passe para touchdown, nenhuma interceptação

Julio Jones – recebeu para 101 jardas

Tevin Coleman – correu para 79 jardas