Jorge Jesus deixa o Benfica e começa ser cogitado no Brasil
Foto: Divulgação / Benfica

Nesta terça-feira (28), o Benfica anunciou a rescisão de contrato com o treinador Jorge Jesus. Antes na mira do Flamengo, o Mister agora está livre no mercado e o destino não deve ser no Rubro-Negro Carioca.

O clima já era insustentável com os resultados recentes, incluindo a derrota por goleada para o maior rival Porto, por 3 a 0, que eliminou o Benfica da Taça de Portugal. A situação se agravou ainda mais com o afastamento de Pizzi, um dos capitães da equipe, por Jorge Jesus. O meia foi obrigado a treinar separado do restante do elenco segundo informações do portal "Record", de Portugal.

Com isso, os jogadores reagiram contra a decisão e indicaram que também não trabalhariam em forma de protesto. Jesus precisou voltar atrás e reincorporar o atleta de 32 anos. Após reunião com a diretoria do Benfica, ficou decidida a saída do comandante.

Choro na despedida

Ainda na tarde desta terça-feira (28), uma coletiva de imprensa foi convocada pelos Encarnados para anunciar a demissão do Mister. Em pronunciamento oficial, o técnico falou em tom emocionado que não foi ao Benfica para ser um problema e sim a solução.

"Este projeto do qual eu saio chegou ao fim. Vim para o Benfica sempre pensando que sou uma solução e não um problema."

E completou:

"Para aquilo que são os interesses do Benfica e o melhor para todos, achei por bem que esta decisão fosse a melhor para ambas as partes. A minha vida vai continuar como sempre trabalhando com amor e paixão. Tive muita honra de mais uma vez ter voltado a esta casa e de ter defendido os interesses do Benfica."

Destino incerto: há interesse do Atlético-MG

Ainda de acordo com o portal "Record", o Atlético-MG é um dos interessados na contratação do técnico português. O clube teria, inclusive, feito uma consulta sobre a situação do comandante após terem sido avisados de que Cuca deixaria o Galo.

Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil, Cuca deixou o Atlético-MG também nesta terça-feira, alegando problemas pessoais e que precisava cuidar de sua família. A informação teria pego a diretoria atleticana de surpresa, já que contavam com o treinador para a preparação da nova temporada.

Com isso, o Galo corre contra o tempo para ter um novo treinador ainda em 2022, quando disputará o Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Brasileirão, Supercopa do Brasil e Copa Libertadores. Jorge Jesus é o favorito, mas nomes no mercado nacional não estão descartados.

VAVEL Logo