Cria de Xerém, zagueiro Digão retorna ao Fluminense
Foto: Nelson Perez / Flickr Fluminense F.C.

Cria de Xerém, zagueiro Digão retorna ao Fluminense

Ao lado de Gum, jogador foi bicampeão brasileiro pelo Tricolor em 2010 e 2012

ygor-moreira
Ygor Henriques Moreira

O Fluminense anunciou nesta quinta-feira a contratação de Digão, zagueiro de 30 anos, que foi revelado pelo clube.

O jogador estava no Cruzeiro, mas com poucas chances, esteve perto de assinar com o Vasco, mas o técnico Marcelo Oliveira pediu a diretoria para que ela tentasse a contratação do zagueiro. Digão acabou aceitando a proposta e ficará no clube até dezembro por empréstimo, com o clube mineiro arcando com a maior parte do salário do atleta.

Com as saídas de Nathan Ribeiro e Luan Peres, o tricolor tinha poucas opções no elenco e Digão foi uma alternativa barata e rápida da diretoria.

Digão estreou pelo Fluminense em 2009, no Campeonato Carioca, em um jogo contra o Americano, substituindo o zagueiro Cássio. O atleta começou a receber chances, já que era um destaque na base. Com a crise no elenco e poucas chances de permanecer na primeira divisão, o técnico Cuca, assim que contratado, mudou o esquema tático do time e apostou em Digão na zaga como titular, devido sua estatura e velocidade. O zagueiro se destacou ao lado de Dalton e Gum e o time permaneceu milagrosamente na primeira divisão.

Em 2010, alternou bons e maus momentos no time, sendo titular no Campeonato Carioca com Cuca e raramente utilizado na campanha do título do Campeonato Brasileiro com o técnico Muricy Ramalho, já que o treinador preferiu a experiência de André Luis e Leandro Euzébio durante a competição.

No ano de 2011, era o 12º jogador do time e sempre entrava ao decorrer dos jogos, mas uma expulsão contra o Santos em Volta Redonda, o fez ficar afastado por alguns jogos.

Na temporada 2012, com Abel Braga, Digão continuou recebendo chances nos jogos,  marcou um gol importante contra o Figueirense na primeira rodada do segundo turno e o do empate contra o Grêmio no Engenhão, mantendo o tricolor na liderança e em seguida conquistando novamente o Campeonato Brasileiro, além de conquistar o estadual no mesmo ano.

Após a lesão de Gum, Digão virou titular em muitos jogos do Fluminense em 2013, mas falhou na partida decisiva contra o Olímpia, na Copa Libertadores, perdendo a confiança dos treinadores que sucederam o técnico Abel Braga. Contra o Criciúma, marcou seus últimos dois gols pelo Fluminense, sendo vendido para o Al Hilal por 6,5 milhões de reais no final da temporada.

Após defender por dois anos o Al Hilal e ser tratado como um “Sheik”, o zagueiro atuou por um ano no Al–Sharjan, até ser contratado pelo Cruzeiro. No clube mineiro, foi expulso em sua estréia, na derrota para o São Paulo por 3 x 2 e com a volta de Dedé, não conseguiu ritmo de jogo.

Na primeira passagem pelo Fluminense, Digão fez 95 partidas, com quatro gols. Após quatro anos e meio, reeditará dupla de zaga com Gum e deve ser bastante utilizado pelo técnico Marcelo Oliveira.

VAVEL Logo

Fluminense FC Notícias

há 10 dias
há 10 dias
há 10 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 14 dias
há 16 dias
há 16 dias