Cria de Xerém, zagueiro Digão retorna ao Fluminense
Foto: Nelson Perez / Flickr Fluminense F.C.

Cria de Xerém, zagueiro Digão retorna ao Fluminense

Ao lado de Gum, jogador foi bicampeão brasileiro pelo Tricolor em 2010 e 2012

ygor-moreira
Ygor Henriques Moreira

O Fluminense anunciou nesta quinta-feira a contratação de Digão, zagueiro de 30 anos, que foi revelado pelo clube.

O jogador estava no Cruzeiro, mas com poucas chances, esteve perto de assinar com o Vasco, mas o técnico Marcelo Oliveira pediu a diretoria para que ela tentasse a contratação do zagueiro. Digão acabou aceitando a proposta e ficará no clube até dezembro por empréstimo, com o clube mineiro arcando com a maior parte do salário do atleta.

Com as saídas de Nathan Ribeiro e Luan Peres, o tricolor tinha poucas opções no elenco e Digão foi uma alternativa barata e rápida da diretoria.

Digão estreou pelo Fluminense em 2009, no Campeonato Carioca, em um jogo contra o Americano, substituindo o zagueiro Cássio. O atleta começou a receber chances, já que era um destaque na base. Com a crise no elenco e poucas chances de permanecer na primeira divisão, o técnico Cuca, assim que contratado, mudou o esquema tático do time e apostou em Digão na zaga como titular, devido sua estatura e velocidade. O zagueiro se destacou ao lado de Dalton e Gum e o time permaneceu milagrosamente na primeira divisão.

Em 2010, alternou bons e maus momentos no time, sendo titular no Campeonato Carioca com Cuca e raramente utilizado na campanha do título do Campeonato Brasileiro com o técnico Muricy Ramalho, já que o treinador preferiu a experiência de André Luis e Leandro Euzébio durante a competição.

No ano de 2011, era o 12º jogador do time e sempre entrava ao decorrer dos jogos, mas uma expulsão contra o Santos em Volta Redonda, o fez ficar afastado por alguns jogos.

Na temporada 2012, com Abel Braga, Digão continuou recebendo chances nos jogos,  marcou um gol importante contra o Figueirense na primeira rodada do segundo turno e o do empate contra o Grêmio no Engenhão, mantendo o tricolor na liderança e em seguida conquistando novamente o Campeonato Brasileiro, além de conquistar o estadual no mesmo ano.

Após a lesão de Gum, Digão virou titular em muitos jogos do Fluminense em 2013, mas falhou na partida decisiva contra o Olímpia, na Copa Libertadores, perdendo a confiança dos treinadores que sucederam o técnico Abel Braga. Contra o Criciúma, marcou seus últimos dois gols pelo Fluminense, sendo vendido para o Al Hilal por 6,5 milhões de reais no final da temporada.

Após defender por dois anos o Al Hilal e ser tratado como um “Sheik”, o zagueiro atuou por um ano no Al–Sharjan, até ser contratado pelo Cruzeiro. No clube mineiro, foi expulso em sua estréia, na derrota para o São Paulo por 3 x 2 e com a volta de Dedé, não conseguiu ritmo de jogo.

Na primeira passagem pelo Fluminense, Digão fez 95 partidas, com quatro gols. Após quatro anos e meio, reeditará dupla de zaga com Gum e deve ser bastante utilizado pelo técnico Marcelo Oliveira.

VAVEL Logo

Fluminense FC Notícias

há 2 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 6 dias
há 7 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 8 dias
há 10 dias