À Conmebol, Jorge Jesus diz que imprensa portuguesa fala muito do Flamengo
Foto: Jorge Bispo / Conmebol

Há cerca de dois meses no Brasil, o português Jorge Jesus já é uma das referências para alguns torcedores do Flamengo. O "Mister", como é apelidado, comanda o forte elenco carioca, que luta pelo bi da Libertadores (a primeira conquista foi em 1981). Com a qualidade do grupo, o treinador contou em entrevista à Conmebol que tem muita confiança nos jogadores.

"O Brasil tem sido uma surpresa. Na Europa temos a ideia de que o jogador brasileiro não gosta de trabalhar, que não é bom profissional. Eu vim encontrar no Flamengo tudo ao contrário disso. A minha vinda ao futebol brasileiro despertou muito a audiência na Europa. Todos os dias o Flamengo está nas televisões de Portugal, todos os dias o meu nome está lá."

Foto: Jorge Bispo / Conmebol
Foto: Jorge Bispo / Conmebol

Com fama de disciplinador, Jorge Jesus diz que não tolera indisciplina no Rubro-Negro. E, dessa forma, ele vê que pode conquistar o respeito do grupo.

"Se queres uma boa vida, e o futebol ajudar uma vida de balada, como vocês dizem aqui, comigo, não. Comigo não há hipótese. Agora, uma vez? Isso é normal. Hoje está mais difícil trabalhar com os jogadores. Tu tens que também não ferir muito a intimidade deles porque não gostam muito."

Após vencer a ida por 2 a 0 no Maracanã, o Flamengo deu um enorme passo para ir à semifinal da Libertadores. Nesta quarta-feira (28) acontece o segundo duelo contra o Internacional. No entanto, Jesus chegou ao Rubro-Negro para priorizar o Brasileirão, mas, depois de ver a repercussão da competição continental, o técnico mudou o foco.

"A Libertadores era muito importante, mas não era o foco número um. Já vi que é o foco número um, e tenho de pensar bem nisso."

Em ótima fase com a camisa flamenguista, Gabigol e De Arrascaeta formam, junto com Bruno Henrique, um trio ofensivo de destaque no futebol brasileiro. Jorge Jesus comentou sobre o Gabriel e o uruguaio.

"Agora o conhecendo, Gabigol é melhor do que eu pensava. Ele não vai ficar muito tempo no Flamengo. E acho que é um jogador que a Seleção Brasileira tem de começar a olhar para ele. Arrascaeta é um grande profissional. Tem um talento que surpreende. É um jogador que pensa antecipadamente no que vai fazer ou pensa mais rápido que os outros."

"Meu tempo é de casa para o Flamengo, do Flamengo para casa. Janto fora, nunca almoço fora, almoço sempre no refeitório do clube."

O técnico europeu também disse que ‘o brasileiro continua sendo o jogador com mais talento no mundo’. Já na Europa, é os portugueses são os mais talentosos o continente, segundo o comandante flamenguista.

Jorge Jesus contou um pouco de sua rotina ao dizer que o tempo dele ‘é de casa para o Flamengo, do Flamengo para casa‘. Disse que janta fora, mas sempre almoça no refeitório do clube.

Ao ser peguntado sobre o futebol sul-americano, Jesus contou que ‘os clubes argentinos e brasileiros são os mais fortes, completamente diferenciados em termos de estilos de jogo’. Ainda de acordo com o português, ‘as equipes argentinas são mais competitivas’ da América.

Agora, é ver o desfecho de Flamengo e Internacional pelas quarta de Libertadores. O time comandado por JJ pode perder até por um gol de diferença, ou até mesmo por dois gols de desvantagem, desde que balance as redes adversárias. A partir das 21h30 da quarta-feira (28), os times começam a medir forças no Beira-Rio, casa dos gaúchos.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo