Time da virada! Com gol nos acréscimos, Vasco vira para cima do Atlético-MG em BH
Vasco vence o Atlético de virada (Foto: Reprodução / Site oficial Vasco)

O Vasco venceu o Atlético Mineiro na noite desta quarta-feira (02) no Estádio Independência em jogo adiado da 21° rodada do Campeonato Brasileiro. Rossi e Marcos Junior, que saíram do banco de reservas, garantiram a vitória de virada do Vasco. Otero descontou para os atleticanos.

O jogo iniciou a mil por hora. Logo no começo da partida, o Atlético colocou uma bola no travessão em falta cobrada de longe pelo venezuelano Otero. Mas quem começou melhor foi o Vasco. Raul e Pikachu faziam dobradinha pela direita e encontravam espaços para chegar na defesa atleticana. Quando não chegava pelo lado direito, o Vasco atacava pela esquerda com o inspirado garoto Talles Magno. Ribamar, Andrey e o próprio Talles quase abriram o placar no Independência.

Em meados de jogo, o atlético igualou as forças e pressionava sempre com Otero ou Cazares. Cabia a Elias o jogador que conduzia o time da defesa para o campo de ataque. Mas o movimentado primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0. 

O atacante Talles Magno falou no intervalo o que faltou ao Vasco para sair com a vitória:

"Ta faltando mais concentração no últimos lances, pra finalizarmos melhor. Vamos Concentrar mais um pouco que vai sair o gol", disse Talles antes de ir para o vestiário.

O Vasco voltou para o segundo tempo com uma alteração: Marcos Junior entrou na vaga de Andrey. Logo depois, Rossi entrou no lugar de Ribamar. No Galo, Vinicius substituiu Cazares. As equipes voltaram pressionando e buscando a vitória. E deu certo para ambos os lados.

Aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, Otero, que vinha sendo o destaque da equipe atleticana, marcou de peixinho e abriu o placar no Horto. O Var chegou a checar a posição de Otero, mas o gol foi validado. 

Não deu tempo nem de comemorar e o Var foi novamente acionado. Patric acertou Marrony dentro da área. Pênalti! Rossi bateu e converteu. Tudo igual no placar.

As equipes continuaram pressionando, buscando alternativas de sair de campo com a vitória. Luxemburgo acionou o garoto Gabriel Pec no lugar do cansado Talles Magno. Já Rodrigo Santana tirou Elias e colocou o atacante Geuvânio.

Já no final do jogo, Ricardo Oliveira ainda entrou no lugar de Luan. O Atlético passou a apostar nos em bolas lançadas na área. Já o Vasco, buscava jogadas em velocidade, mas com o time já muito desgastado. O árbitro Héber Roberto Lopes adicionou seis minutos de acréscimo. 

Mas o melhor estava guardado para o fim. E brilhou a estrela do técnico Vanderlei Luxemburgo. Aos 48 minutos do segundo tempo, Rossi achou Marcos Junior na área. Ele matou no peito e fuzilou o gol adversário. Virada do Vasco no Independência com jogada dos jogadores que vieram do banco de reservas.

O Atlético até tentou buscar forças para empatar, mas já era tarde. Vitória vascaína em Belo Horizonte.

Treinador pressionado

Se de um lado brilhou a estrela do treinador, do outro não se pode dizer o mesmo. Após a partida, o treinador Rodrigo Santana deixou o campo sem falar com a imprensa e muito pressionado pelos torcedores.

Fica assim...

Com a vitória, o Vasco voltou a 13° posição, agora com 27 pontos, se distanciando da Zona de Rebaixamento. Já o Atlético permaneceu na 10° posição, com 30 pontos.

Na próxima rodada o Atlético Mineiro visita o Palmeiras em São Paulo, enquanto o Vasco recebe o Santos em São Januário.

VAVEL Logo