Em estreia de Marcão como treinador efetivado, Fluminense vence Botafogo no Clássico Vovô
Foto:Lucas Merçon\Fluminense F.C

Na estreia de Marcão como técnico efetivado, o Fluminense venceu o Botafogo por 1 a 0, no Nilton Santos, neste domingo (6).  O Clássico Vovô, válido pela 23º rodada do Campeonato Brasileiro, teve uma clara superioridade da equipe tricolor durantes todo o embate. O gol da vitória saiu da cabeça do colombiano Yony González, que recebeu um cruzamento na medida de Gilberto, aos 34 minutos de bola rolando.

Com a vitória, a equipe chegou aos 25 pontos na competição e se afastou mais um pouco da zona de rebaixamento. Já o Glorioso, agora está há cinco jogos sem nenhum triunfo, aumentando a pressão sobre Eduardo Barroca. O próximo compromisso do clube das Laranjeiras é contra o Cruzeiro, no Mineirão, na próxima quarta-feira (9). O Alvinegro pega o Goiás, em casa, na mesma data.

Primeiro tempo de pouca inspiração no Nilton Santos

O Fluminense começou dominando a posse de bola nos minutos iniciais, porém sem oferecer perigo ao gol de Gatito Fernández.  Aos 13’, Daniel obrigou o goleiro paraguaio a fazer sua primeira intervenção na partida, em um chute de fora da área.

Sem conseguir furar a defesa tricolor, a única chance de perigo do Botafogo até metade da etapa inicial veio de um vacilo da zaga adversária. Digão recebeu na fogueira, tentou sair driblando e perdeu a bola, mas o ataque alvinegro não conseguiu aproveitar.  

Apesar de concluir poucas jogadas de forma incisiva, a intensa movimentação dos homens de frente permitiu que a equipe de Marcão dominasse as ações ofensivas do primeiro tempo. E foi dessa forma que o time abriu o placar no Nilton Santos.  Com  34’ jogados, Gilberto acertou belo cruzamento pelo lado direito para Yony González, que se antecipou a marcação e cabeceou no cantinho, sem chances para Gatito.

Poucos momentos depois, foi a vez do Glorioso assustar e quase chegar ao empate. Gustavo Bochecha acionou Vinicius Tanque pelo lado esquerdo, que achou Luiz Fernando livre dentro da área, mas o camisa 11 bateu para fora. A aparente melhora do Alvinegro no jogo não se sustentou, e os jogadores foram para o vestiário com o placar de 1 a 0 para o rival.

Segunda etapa intensa e de domínio Tricolor

O confronto recomeçou mais intenso depois da volta do intervalo. Aos 7’, Yony e Daniel fizeram uma linda tabelinha pelo lado esquerdo, e o ponta colombiano encontrou Allan livre, na cara do gol, mas o volante desperdiçou. Minutos depois, o Alvinegro respondeu com Bochecha, que avançou pelo meio e finalizou de fora da área, por cima da meta.

Mesmo tendo melhorado na partida, o Alvinegro continuou assistindo os rivais criarem as melhores oportunidades. Com 15’, Yony Gonzáles quase fez um golaço para ampliar a vantagem tricolor. O atacante recebeu dentro da área adversária, deixou Gabriel no chão duas vezes e bateu firme no cantinho, para linda defesa de Gatito Fernández.  Na sequência, Eduardo Barroca colocou sangue novo no campo de ataque. Luiz Fernando saiu para entrada de Rodrigo Pimpão e Vinicius Tanque deu lugar a Victor Rangel.

E foi com Rangel que o Alvinegro colocou Muriel para trabalhar pela primeira vez na segunda etapa. O camisa 29 recebeu lindo passe de frente para o goleiro, mas chutou fraco, facilitando a vida do arqueiro.

Aos 31’, Wellington Nem entrou no lugar de Paulo Henrique Ganso, e pouco depois, perdeu uma chance clara de marcar o segundo gol da equipe. Após lindo lançamento do campo de defesa, Nem venceu os zagueiros na velocidade, invadiu a área e de bico, jogou para fora.

Os minutos finais foram de muita correria e de chances criadas para os dois lados. Leonardo Valencia, que entrou no decorrer do embate, cruzou para Rodrigo Pimpão cabecear e obrigar Muriel a fazer sua primeira grande defesa no jogo. Pelo lado tricolor, João Pedro e Nenê tiveram oportunidades de dentro da área alvinegra, mas chutaram para fora. Os seis minutos de acréscimo não foram suficientes para o Botafogo alcançar o empate e a partida terminou com vitória para o Fluminense.

VAVEL Logo