Segue o sonho! Flamengo tem primeiro tempo ruim, vira sobre
Al-Hilal e avança à decisão
Foto: Reprodução/FIFA

Foi sofrido. Cenário com muitas semelhanças à decisão da Taça Libertadores da América, há cerca de um mês. Mas quebrar paradigmas, escritas negativas e deixar o improvável na teoria é o estilo do Flamengo de 2019. A máquina de fazer gols, a máquina de pontos, o time detentor de quase todos os títulos disputados vai em busca de mais um.

Na tarde desta terça-feira (17), o rubro-negro carioca teve um primeiro tempo abaixo da média, saiu atrás no placar, mas virou no segundo tempo, venceu o Al-Hilal e está na decisão do Mundial de Clubes. O confronto foi disputado no Khalifa International Stadium, em Doha/QAT. Al-Dawsari abriu o placar no primeiro tempo, mas Arrascaeta, Bruno Henrique e Al-Bulayhi (contra) garantiram a virada do Mengão. Pela primeira vez, uma equipe que terminou o primeiro tempo derrotada obteve a virada e a classificação.

As equipes voltam a entrar em campo no próximo sábado (21). Às 11h30 da manhã, o Al-Hilal enfrenta o derrotado da segunda semifinal – Liverpool x Monterrey – para a disputa do terceiro lugar. Um pouco mais tarde, às 14h30, será a vez do Flamengo entrar em campo para buscar o bicampeonato mundial. Ambos os duelos serão disputados no Khalifa International Stadium, o palco de hoje.

Al-Hilal aproveita Flamengo relaxado e abre vantagem

A sinergia, compactação e intensidade do Flamengo que encantou durante toda a temporada não foi vista no primeiro tempo. Faltava conexão, ímpeto, embora o time rubro-negro tenha começado a partida com forte marcação. Porém, com poucos minutos de jogo, era perceptível o enorme espaçamento, o que favoreceu o Al-Hilal. Os sauditas trocaram bons passes, eram velozes e aproveitaram a desorganização adversária para ter melhor momento na partida.

A primeira boa chance foi carioca, quando Rafinha cobrou escanteio na direita, o goleiro Al-Muaiouf tirou de soco e Gérson aproveitou a sobra na entrada da área para finalizar de primeira e tirar tinta da trave. As seguidas respostas árabes mostraram eficiência. Em boa jogada pelo meio, Al-Dawsari chutou cruzado e Diego Alves fez bela defesa. No rebote, Gomis pegou mal e isolou. Na jogada seguinte, veio o primeiro gol do jogo. Aos 19 minutos, Giovinco foi acionado no meio e deu belo lançamento para Al-Burayk. No lado direito, o lateral avançou e cruzou rasteiro para o meio da área. Al-Dawsari recebe e chuta. A bola desvia no pé direito de Pablo Marí e impede a defesa de Diego Alves.

O primeiro tempo da semifinal do Mundial de Clubes teve muita semelhança com a primeira etapa da decisão da Taça Libertadores da América. Flamengo sem pressão, intensidade, completamente envolvido na estratégia do oponente. Ainda assim, o time tinha boas chances. Bruno Henrique recebeu de Arrascaeta, entrou na área, ajeitou o corpo para finalizar, mas foi travado. Nos minutos finais, jogo disputado, muito contato e quatro cartões amarelos.

Flamengo acorda, vira e segue para fazer história

Todo o panorama negativo do primeiro tempo caiu por terra aos quatro minutos, em uma jogada semelhante ao gol de empate diante do River Plate, com papéis invertidos. Desta vez, Gabriel Barbosa deixou Bruno Henrique no lado direito da área e o craque rolou para Arrascaeta empurrar para o gol vazio.

O empate sossegou o desespero pelo empate, o posicionamento dos atletas foi ajustado e o Al-Hilal perdeu as virtudes que o deixaram em vantagem na primeira etapa. A única boa chance dos sauditas aconteceu aos nove minutos, quando Carrillo aproveitou sobra na entrada da área e chutou por cima da meta. Giovinco também incomodou em cobrança de falta.

Aí vieram os 15 minutos de ouro. Aos 32, Diego Ribas lançou Rafinha com liberdade na direita. O lateral cruzou na medida para Bruno Henrique se antecipar aos marcadores e ao goleiro e estufar as redes com forte cabeceio. Era a virada rubro-negra, que seria ampliada poucos minutos depois. Aos 36, Diego Ribas recebeu na entrada da área e rolou para Bruno Henrique. O maestro do time cruzou rasteiro para Gabriel Barbosa, mas Al-Bulayhi cortou para as próprias redes. Logo quando a bola voltou a rolar, o meia Carrillo foi expulso ao acertar Arrascaeta com um pontapé. Na reta final, coube administrar a vantagem, controlar o jogo e pensar na decisão do próximo fim de semana.

Vitorioso na primeira semifinal do Mundia l de Clubes, o Flamengo agora aguarda o jogo desta quarta-feira (18) entre Liverpool e Monterrey, que também entram em campo às 14h30 (horário de Brasília). Quem vencer do duelo entre ingleses e mexicanos pega o atual campeão da Libertadores e do Brasileirão na grande decisão, sábado (21), às 14h30. E você acompanha tudo aqui, na VAVEL Brasil!

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo