Histórico! Juazeirense brilha nos pênaltis e elimina
Cruzeiro da Copa do Brasil
Cancão de Fogo chega às oitavas de final pela primeira vez (Foto: Bruno Lopes/Juazeirense)

De forma histórica e heroica, o Juazeirense-BA eliminou o Cruzeiro nos pênaltis, e avançou pela primeira vez na história, para as oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (9). O Cancão de Fogo venceu por 1 a 0 no tempo regulamentar, e levou a decisão para as penalidades – Raposa venceu o primeiro jogo por 1 a 0, e jogava por um empate – que terminaram 3 a 2.

A classificação rendeu R$ 2,7 milhões aos cofres do time baiano.

- Gol, pênaltis e melhores momentos de Juazeirense-BA e Cruzeiro, pela Copa do Brasil

Etapa inicial de baixo nível técnico

O Cruzeiro entrou no jogo com uma linha de marcação baixa, deixando o adversário mais tempo com a bola. O time celeste atacou sete vezes, mas em nenhuma oportunidade o goleiro Rodrigo Calaça precisou intervir.

O Juazeirense-BA teve mais posse de bola, porém carecia de efetividade na construção de jogadas. A pressão ocorreu apenas em bolas levantadas para a área, ou em chutes de longa distância.

Em suma, o primeiro tempo foi de baixíssimo nível técnico de ambos os lados.

Pressão do Juazeirense funciona

Na etapa final, o Juazeirense-BA foi para o tudo ou nada diante do adversário. Apostou tudo o que tinha. Já o Cruzeiro tirou o pé cedo demais, e deixou o time baiano avançar em várias ocasiões.

No entanto, a Raposa teve a primeira grande chance da partida. Foi aos 27 minutos, com Airton, numa cabeçada que passou muito perto do gol.

O Juazeirense só conseguiu assustar aos 34, com Thauan. O atacante pegou de primeira uma sobra, mas a bola não foi em direção às redes.

Aos 40, em lançamento longo para a área, houve um desvio da direita para o meio onde estava Thauan, que se jogou na bola para abrir o placar que levou o Cancão de Fogo às penalidades.

No último minuto de jogo, Ramon ficou com a bola na esquerda da grande área após cruzamento e bateu pro gol, com desvio, e a defesa tirou em cima da linha. Ele mesmo, no rebote, bateu no alto, no travessão.

Pênaltis

Rômulo, do Cruzeiro, foi o primeiro a cobrar e Calaça defendeu no cantinho. Em seguida, Kanu converteu para o time baiano.

Na terceira batida, Felipe Augusto chutou pra fora e Wendell fez o segundo da Juazeirense. Cáceres foi o primeiro da Raposa a converter: 2 a 1.

Posteriormente, Ian fez o terceiro do Cancão de Fogo e Adriano marcou o segundo do Cruzeiro.

Na bola que poderia ser a última, Fábio defendeu o chute de Guilherme Lucena. Já na quinta da Raposa, cobrada por Matheus Barbosa, Rodrigo Calaça esticou a mão para o alto e colocou a Juazeirense nas oitavas de final da Copa do Brasil.

 

 

O que vem agora

O próximo foco do Juazeirense-BA é na Série D do Campeonato Brasileiro. No domingo (13), a equipe enfrenta, em casa, o ASA-AL, pela segunda rodada.

A Raposa, agora, só tem a Série B no calendário. No sábado (12), o time celeste recebe, no Mineirão, o Goiás, em partida válida pela terceira rodada.

VAVEL Logo