Thiago Galhardo desencanta, e Internacional derrota Juventude pelo Brasileirão
Thiago Galhardo e Mauricio comemorando o primeiro e único gol do Internacional na partida (Foto: Divulgação / Internacional)

Além do clássico estadual, o Internacional entrou em campo com a pressão de não vencer no Beira-Rio há mais de dois meses. Em oito jogos, os mandantes saíram derrotados em cinco ocasiões e empatou em três oportunidades. Com gol de Thiago Galhardo no começo da segunda etapa, o Inter bateu o Juventude por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro e voltou a vencer em casa após 71 dias.

Pressão dos mandantes e VAR em ação

O jogo de transição foi a principal estratégia do Internacional no começo da partida. Aos cinco minutos, Vitor Mendes furou e Thiago Galhardo encontrou Taison pelo lado esquerdo. De primeira, o camisa 10 do Colorado bateu cruzado de esquerda, mas o tiro saiu pela esquerda do gol. 

Os mandantes voltaram a assustar apenas 13 minutos mais tarde. Após bela jogada de Paulo Victor pela esquerda, o lateral tocou para Taison na entrada da área, que dominou e bateu de peito de pé. No entanto, o chute saiu torto e passou longe do gol. O camisa 10 do Colorado ficou perto de inaugurar o marcador no Beira-Rio aos 19. Galhardo ganhou de cabeça e encontrou o atacante dentro da área, que chegou batendo, mas Carné saiu no abafa e mandou a bola para escanteio.

Procurando espaços no campo e com jogo de posição, o Juventude finalizou pela primeira vez na partida aos 22 minutos. Paulinho Bóia rabiscou em cima de Heitor, foi para a linha de fundo e pegou em cheio na bola. No entanto, Daniel defendeu sem dificuldades. 

Mesmo jogando fora, foi o Juve que abriu o placar no Beira-Rio, aos 34. Pela esquerda, Guilherme Castilho cobrou escanteio, a bola encobriu Daniel e bateu no zagueiro Rafael Forster em cima da linha. No entanto, após consultar o VAR, o tento foi anulado após a bola bater no braço do zagueiro da equipe visitante.

Ainda que o Internacional finalizou mais na primeira etapa, o primeiro chute em direção ao gol ocorreu apenas aos 41 minutos. Pela esquerda, Edenilson cobrou falta em direção à meta de Carné, que tirou no soco. Na sequência, o Juventude puxou um contra-ataque e a defesa Colorada só conseguiu evitar perigo após Caio Vidal derrubar Paulinho Bóia na entrada da área. Na cobrança, Matheus Jesus mandou por cima do travessão de Daniel.

O Inter foi um time aguerrido nos primeiros 45 minutos de partida. A equipe comandada por Diego Aguirre finalizou sete vezes no gol do Juventude. No entanto, apenas um tento foi em direção à meta de Carné. A falta de pontaria do Colorado foi determinante para a permanência do empate sem gols na primeira etapa.

Galhardo desencanta e confusão no clássico

Insatisfeito com a produção ofensiva da equipe no primeiro tempo, Aguirre preparou duas mudanças no intervalo: saíram Patrick e Caio Vidal para as entradas de Mauricio e Carlos Palacios. As alterações foram efetivas. Aos 5, Galhardo recebeu cruzamento pela direita e mandou de cabeça para o fundo das redes para fazer o primeiro do Internacional na partida.

Os mandantes ficaram perto de ampliar aos dez minutos. Edenilson lançou para Galhardo na área, que ajeitou para Taison chegar cabeceando. Porém, mais uma vez, Carne impediu o primeiro tento do camisa 10 Colorado após seu retorno ao futebol brasileiro.

A falta de pontaria, uma das principais deficiências do Internacional no primeiro tempo, foi corrigida nos 45 minutos finais. Aos 22, o goleiro do Juventude teve de trabalhar mais uma vez. Após tabela do ataque do Inter, Edenilson saiu na cara do gol e Carne desviou para escanteio. Três minutos mais tarde, foi a vez dos visitantes assustar. Sorriso finalizou de fora da área, a bola desviou no trajeto e quase encobriu o goleiro Daniel.

Como de praxe no futebol brasileiro, não faltou polêmica no clássico gaúcho. Aos 35, após consultar o VAR por quase dois minutos, Rodolpho Toski Marques apresentou cartão vermelho a Guilherme Castilho após o jogador dar uma cotovelada em Palacios. A partida ficou paralisada por quase cinco minutos. A expulsão também sobrou para Marquinhos Santos. O treinador da equipe de Caxias do Sul foi expulso após dar um pontapé num copo da área colocado na área técnica.

A vitória de 1 a 0 sobre o Juventude aliviou a situação do Inter no Campeonato Brasileiro. Com a vitória, o time da capital gaúcha atingiu 14 pontos e ultrapassou o Juve, com 13. Além de acabar com a sequência de oito jogos sem vencer no Beira-Rio, o Colorado volta a vencer uma partida no Brasileirão após cinco jogos. Até então, o último triunfo do clube foi diante a Chapecoense, por 2 a 1, no dia 24 de junho.

Próximos confrontos

O Internacional volta a campo na próxima quinta-feira (22) pelo jogo de volta da Copa Libertadores contra o Olimpia no Beira-Rio, às 21h30. Já o Juventude receberá a Chapecoense no Alfredo Jaconi no próximo sábado (24), às 18h30, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo