Botafogo controla Ponte Preta e alcança quarta vitória consecutiva na Série B
Rafael Moura comemorando gol que deu números finais à partida. Vitor Silva/Botafogo

Botafogo e Ponte Preta chegaram no Estádio Nilton Santos neste domingo (8) com objetivos muito bem definidos: a Macaca precisava da vitória pra sair da zona de rebaixamento, já o Glorioso almejava os três pontos para voltar ao bolo da briga pelo acesso e se deu melhor: vitória por 2 a 0, na 15ª rodada da Série B 2021.

O clube carioca vinha fazendo o dever de casa, nas últimas três rodadas havia conquistado três resultados positivos, todos após a chegada de Enderson Moreira. A Ponte de Gilson Kleina vinha com a intenção de barrar o avanço do alvinegro.

Infelicidade da Ponte

O time de Campinas até começou a partida bem, nos primeiros 15 minutos aproveitou alguns contra-ataques oferecidos pelo Botafogo — que se lançava a frente esperando uma falha dos paulistas, mas foram frustrados com a forte marcação.

Com Moisés na ponta esquerda e Camilo costurando por dentro, os visitantes conseguiram expressivos números ofensivos na primeira etapa: 58% de posse de bola e oito finalizações, sendo duas no gol. O Botafogo até tentava pisar na área, mas esbarrava em outra tônica do jogo, as faltas — foram 17 só nos primeiros 45 minutos — tornaram o jogo muito truncado no meio de campo, o resultado disso foram que as duas maiores chances criadas pelos pés dos atletas botafoguenses são de fora da área: Chay e Marco Antônio chutaram colocado e assustaram.

Mas foi com um ex-jogador de General Severiano que o placar foi aberto. Aos 30 minutos, Daniel Borges lançou na grande área procurando Diego Gonçalves, mas Kevin antecipou e cabeceou pro cima de Ivan, contra o próprio patrimônio.

Vitória consolidada

A Macaca até começou a segunda etapa com raça, adiantando linhas nos primeiros minutos e por uma falha de leitura de Camilo, que preferiu um corta-luz a uma finalização a gol dentro da área, até poderia chegar ao empate.

Com o desperdício de oportunidades, a Ponte viu um ressurgir do Botafogo, que passou a dominar por completo a partida: ainda com menos posse de bola do que o visitante, mas com oito finalizações (quatro a mais em relação à primeira etapa).

Um Botafogo efetivo, que controlou o resultado de maneira ímpar, demonstrando uma solidez defensiva que pode ser chave para o time na temporada e também letalidade usando as pontas para afunilar as jogadas no último terço: como o lance que Rafael Navarro recebeu da esquerda e acerta o travessão do Ivan.

Enderson Moreira mexeu em duas peças fundamentais para as resoluções finais da partida: Warley entrou para cruzar na cabeça de Rafael Moura que testou para sacramentar os três pontos aos 43 minutos. 

Próximos compromissos

O Botafogo, oitavo lugar, tem a oportunidade de entrar no G-4 (dependendo de resultados externos) atuando frente ao Operário de Ponta Grossa, fora de casa, na quinta-feira (12) às 21h30.

Já a Ponte Preta, em 18º, continua com hipóteses reais de sair do Z4, e receberá o Londrina para um jogo de seis pontos contra o vice-lanterna. A partida acontece na quarta-feira (11), às 19h.

VAVEL Logo