Fluminense cede empate ao Cuiabá no fim e lamenta ausência do G-6: "Fomos imprudentes"
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

A 21ª rodada do Brasileirão terminou de forma emocionante, após um jogo de quatro gols entre Cuiabá e Fluminense na Arena Pantanal. O tricolor largou na frente, mas o Dourado buscou o empate no segundo tempo. Sendo assim, a diferença entre os times segue de apenas um ponto, com o clube carioca em oitavo lugar, com 29 pontos, um acima do rival mato-grossense.  

"Sabíamos que eles jogam muito a bola dentro da área, tínhamos que fechar o nosso funil, e os detalhes hoje jogaram contra. Fomos imprudentes em um primeiro momento, estávamos com o jogo controlado. Quando estávamos em vantagem fizemos uma marcação mais à frente, tivemos chances, mas pecamos em alguns detalhes. Vamos conversar, trabalhar e corrigir o que tiver de ser feito durante a semana para que não aconteça mais", analisou o técnico Marcão.

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Flu abre 2-0 e Cuiabá reage 

O jogo começou com frenético, com direito a três gols em 23 minutos. O destaque do Fluminense na partida foi o atacante Luiz Henrique,, autor do primeiro gol. Ele precisou de apenas cinco minutos para entortar a defesa do Cuiabá e acertar um chute colocado no ângulo. Walter até foi para a bola, mas não alcançou. Ao longo da partida o atacante formado em Xerém teve outras chances, mas parou no goleiro ou então errou o alvo. Quando virou garçom, ele serviu Nonato, que balançou a rede em chute cruzado, mas a arbitragem anulou por impedimento de Caio Paulista, que estava frente a frente com o goleiro.

As novidades no tricolor carioca foram a volta de Martinelli na vaga de Wellington e Bobadilla como substituto do suspenso Fred. E o paraguaio correspondeu, tanto que deixou o dele após boa jogada individual de Danilo. O lateral jogou na área e o centroavante fez um gol típico de camisa 9 ao aparecer no meio da defesa e cabecear no canto esquerdo de Walter. 

Apesar de ter mais posse de bola, o Cuiabá não conseguia incomodar Marcos Felipe. Até que Samuel Xavier derrubou Rafael Papagaio na área, o árbitro confirmou o pênalti e Jonathan Cafu converteu. O goleiro até caiu para o lado certo, mas a bola entrou no cantinho direito.

A vitória era suficiente para o Tricolor das Laranjeiras ultrapassar o Corinthians e entrar no G-6, a zona de classificação a Libertadores da América em 2022. No entanto, depois dos primeiros 45 minutos, mudou não só o tempo, mas a história do jogo. O time de Jorginho voltou do intervalo com três alterações. O Fluminense continuou perigoso, obrigando Walter a fazer boas defesas principalmente em investidas de Luiz Henrique, Jhon Arias e John Kennedy. O Cuiabá não se intimidou e aproveitou uma desatenção na defesa do Fluminense. Yesus Cabrera, que entrou no segundo tempo, recebeu na esquerda e achou Felipe Marques livre dentro da área, perto da marca do pênalti. Ele dominou e encheu o pé direito para estufar a rede.

O time da casa ainda terminou o jogo com um a menos devido à expulsão de Marlon por acertar Yago Felipe com o cotovelo, mas isso aconteceu nos acréscimos e não havia tempo suficiente para o tricolor aproveitar a vantagem numérica em campo.

"A gente não soube administrar bem o jogo. Começamos bem, mas infelizmente tomamos um gol bobo e no segundo tempo em nova desatenção levamos o empate. Agora é vida que segue, temos jogos importantes pela frente, não dá para lamentar mais", concluiu o meio-campista Yago Felipe.

Classificação e próximos jogos

RB Bragantino e Atlético-GO são os adversários de Fluminense e Cuiabá na 22ª rodada. Ambos voltam a campo no domingo (26). O time carioca recebe o Bragantino, que chega desgastado porque joga a semifinal da Copa Sul-Americana durante a semana, enquanto Marcão terá esse tempo livre para treinar e ajustar a equipe de olho no confronto do Maracanã. Já o Dourado viaja para Goiânia, onde enfrenta o Atlético-GO, que no final de semana perdeu por 2-1 para o São Paulo.

VAVEL Logo