Com um a menos, Vasco vence Brusque fora de casa e sobe na tabela da Série B
Foto: Divulgação / Vasco da Gama

Puro suco de futebol brasileira, meus amigos. Na noite desta sexta-feira (25), em jogo válido pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, aconteceu o confronto entre Vasco e Brusque. Os dois times precisavam da vitória. Do lado dos donos da casa, o Brusque estava na parte de baixo e ainda perdeu três pontos por conta de injúria racial no jogo contra o Londrina. Já do lado vascaíno, o time de Fernando Diniz estava há 4 jogos sem vencer e precisava somar pontos para continuar sonhando com a vaga na Série A. 

Falando do jogo em si, não foi muito bom. O gramado ruim e arbitragem bem confusa ajudaram para um jogo bem trucado. Apesar do Brusque tentar mais no ataque, quem saiu com os 3 pontos foi o Vasco, com um golaço de Nenê.

Distribuição tática

Waguinho levou um Brusque para o Augusto Bauer  em  um 4-2-3-1 . Com Ruan Carneiro no gol, a defesa foi formada por Claudinho e Éverton Alemão na zaga e Airton e Toty nas laterais. Na volância, Nonato e Rodolfo ajudavam na parte defensiva enquanto Garcez, Zé Matheus e Jhon Cley trabalhavam no setor criativo do meio-campo. Lá na frente, Edu  aparecia como centro-avante. 

Fernando Diniz  trouxe um Vasco em um 4-3-3 para o confronto. Com Vanderlei no gol, Ricardo Graça e Leandro Castán na zaga, Léo Matos e Zeca nas laterais. Na meio-campo, Marquinhos Gabriel, Bruno Gomes e Nenê faziam a parte de criação das jogadas. No ataque, Morato, Germán Cano e Gabriel Pec.

Com direito a muita emoção

O torcedor do Vasco já está acostumado com jogos com emoção. Mas acho que dessa vez passou um pouco dos limites. O time carioca precisava voltar a vencer pra se reaproximar do pelotão de cima da tabela. No caso do seu adversário, o Brusque também precisava somar pontos, por estar perto da zona de rebaixamento e há 11 jogos sem vencer. 

Os primeiros minutos do primeiro tempo já mostravam que o jogo seria bem emocionante. Logo aos 5 minutos,  Edu pegou a sobra da bola e bateu meio desequilibrado de perna esquerda para o meio da área, onde a bola encontrou os pés de Nonato, que só empurrou para o gol vazio.  Porém, depois de quatro minutos de espera, o árbitro anulou o gol por um impedimento.

A primeira chegada do Vasco foi aos 26', com Nenê jogando pela esquerda, mas o lance foi parado antes dele finalizar. Já aos 38', Nenê cobrou falta para a área, mas Ricardo Graça  cabeceou à esquerda do gol de Ruan Carneiro. Se o primeiro tempo já não era tão bom, piorou a situação para os visitantes: Léo Matos foi expulso após acertar o rosto de Claudinho aos 43'. 

Como se não bastasse, mais um susto para os vascaínos. Aos 45', Jhon Cley foi lançado no ataque, invadiu a área pela esquerda, cortou bem o marcador e levantou na medida para Edu empurrar para o fundo da rede. O árbitro anulou o lance após a conferência do lance no VAR. Porém, a marcação  da linha de impedimento foi colocada de maneira errada na tela do árbitro de vídeo.

Os números do primeiro tempo mostram que não teve muita dominância no jogo. Apesar do Brusque ter apenas 33% de posse de bola, conseguiu acertar uma das seis finalizações no gol de Vanderlei - sendo que as outras cinco foram direto para fora. Já o Vasco não acertou nenhuma das duas finalizações no gol de Ruan Carneiro.

O segundo tempo começou igualzinho o primeiro tempo. Logo aos 2 minutos, Edu aproveitou o cruzamento de Zé Matheus e cabeceou com perigo. Vanderlei fez uma grande defesa.

O jogo virou aos 10 minutos. Em uma bola cruzada pelo lado direito por Zeca, Nenê apareceu na segunda trave para finalizar de primeira, sem deixar ela cair, e ela entrou rasteiro no cantinho de Ruan Carneiro.

Se com o jogo empatado o Brusque já tentava o gol, perdendo eles tentavam ainda mais. Aos 23, Toty cabeceou e Vanderlei defendeu. Já aos 26', Toty tentou de novo, mas a bola desviou em Ricardo Graça e foi por cima do gol.

Aos 39', Marquinhos Gabriel deu uma bela chapada e teve a chance de ampliar o placar, mas Ruan Carneiro fez uma belíssima defesa. Já aos 47', Vanderlei fez mais uma belíssima defesa após o chute colocado de Edu. 

Os números da segunda etapa mostram um jogo completamente diferente. Além de ter 69% de posse de bola, o Brusque acertou cinco das 18 finalizações no gol de Vanderlei. Além de 10 terem ido direto pra fora, três foram desviados pela defesa. Do outro lado, o Vasco acertou três das três finalizações no gol. 

Classificação e próximos jogos

Com a vitória, o Vasco sobe para a sétima posição temporariamente, já que esse é apenas o terceiro jogo da rodada. O Brusque permanece na 16ª posição, com quatro pontos de diferença do Vitória - primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O Vasco volta a campo pela Série B do Brasileirão na próxima segunda-feira, enfrentando o Goiás às 20h em São Januário. Já o Brusque pega o Brasil de Pelotas na quarta-feira, às 19h, fora de casa.

VAVEL Logo