Seleção Brasileira faz lição de casa e goleia Chile no Maracanã
Foto: Divulgação / CBF

Brasil e Chile se enfrentaram no Maracanã, nesta quinta-feira (24), pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo no Catar. Com Maracanã lotado e empurrando a equipe, os brasileiros golearam os chilenos, que precisavam de um bom resultado para aumentar a chance de se garantiu no Mundial.

Os donos da casa fizeram 4 a 0, sendo um gol do Neymar e os outros três de jogadores da casa: Vinicius Júnior, ex-Flamengo, Coutinho, ex-Vasco, e Richarlison, ex-Fluminense. 

Brasil sai na frente

Diferente dos últimos confrontos entre Brasil e Chile, este começou um pouco morno. As duas equipes tentavam, mas não conseguiam chegar com eficiência ao gol. A primeria chance um pouco mais clara foi com o Neymar aos 18 minutos, quando ele tabela com o Vini Jr., mas o camisa 10 da seleção brasileira acabou não dominando e deixando a bola escapar.

Aos 22, quando Neymar cobrou escanteio na direção de Vinicius Jr., que recebeu e já cruzou na área para Thiago Silva, que subiu bonito cabeceando firme, mas o goleiro Bravo defendeu.

O Chile se fechava muito bem, dificultando bastante as tentativas do Brasil de infiltração, com isso ambas as equipes continuavam sem ter muitas chances. Os chilenos usufruíam do jogo reativo, e os brasileiros com dificuldades de passar pela forte marcação.

Só perto do fim do primeiro tempo o Brasil volta a oferecer perigo ao gol chileno, quando aos 38, Guilherme Arana recebeu de Paquetá e arriscou de fora da área, obrigando Bravo espalmar para escanteio.

Logo em seguida, aos 40, o árbitro marcou pênalti para o Brasil, após Neymar receber na área, dar um toque com o pé direito na bola e acabar derrubado por Isla. O próprio camisa 10 bateu e colocou a bola em um lado e o goleiro no outro: 1 a 0.

Antes do fim da primeira etapa, deu tempo da seleção canarinho ampliar. Quando o goleiro Bravo saiu jogando errado, Antony aproveitou e lançou na medida para Vini Jr., que invadiu e baute cruzado de pé esquerdo.

“O Maraca é nosso”

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, o Chile chegou a marcar, quando Montecinos driblou Arana e cruzou para Vidal, que empurrou para asredes. O impedimento, porém, foi assinalado e confirmado pelo VAR, além de antes do cruzamento a bola já ter tocado no braço de Montecinos.

Aos 11, o Brasil voltou a atacar o Chile. Após grande jogada coletiva entre Fred e Neymar, o volante tocou para Antony, que deu uma cavadinha, mas Baeza impediu a finalização de Paquetá, que estava debaixo da trave.

Em seguida, na cobrança de escanteio, Neymar bateu em direção de Fred, que saiu da bola deixando ela para Antony. O jogador do Ajax acertou um balaço de esquerda, mas a bola acabou saindo.

Aos 22, Marquinhos fez bonito lançamento para Antony. O goleiro Bravo saiu mal do gol e trombou no atacante brasileiro, cometendo nova penalidade. Philippe Coutinho bateu, sem chances para o goleiro, deixando 3 a 0 para o Brasil.

Após o terceiro gol e de praticamente confirmar a sua vitória, o Brasil controlou bem a partida sem dar chances aos chilenos. Já no finalzinho da partida, Richarlison recebeu de Bruno Guimarães na ponta direita, cortou para dentro e bateu bonito de esquerda: 4 a 0.

Próximos jogos

O Brasil é líder isolado das eliminatórias com 42 pontos. Já o Chile, com essa derrota não terá mais chances de se classificar direto para a Copa do Mundo, mas ainda briga com Peru e Colômbia por vaga à repescagem.

A Brasil irá subir até La Plata para enfrentar a Bolívia, no dia 29 de março, pela última rodada das eliminatórias. Já o Chile tentará sua vaga na repescagem jogando em casa contra o Uruguai, também no dia 29. Ambos os jogos são às 20h30 (horário de Brasília).

VAVEL Logo