Pôlemica e gol nos minutos finais: Brasil consegue virada heroica sobre a Colômbia
Foto: CBF

Pela quarta rodada do Grupo B na Copa América de 2020, a Seleção Brasileira recebeu a Colômbia  nesta quarta-feira (23), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, sem a tradicional festa das torcidas que ainda não podem adentrar nas Arenas por conta da pandemia do coronavírus. A partida difícil para o Brasil que saiu atrás no placar, terminou com uma vitória emocionante nos últimos minutos por 2 a 1. Os gols foram marcados por Roberto Firmino e Casemiro pelo lado verde e amarelo; e Luis Díaz para os colombianos.

Estratégias

O técnico da Seleção, Tite trouxe à campo sua equipe titular em seu tradicional formato, o 4-3-3. Debaixo das traves, em grande fase, o goleiro Weverton. A dupla defensiva foi formada por  Marquinhos e Thiago Silva, enquanto os laterais Alex Sandro pela esquerda, e Igor Danilo apoiavam e ajudavam o Brasil pelas laterais do campo. Com um volante centralizado, Casemiro não deixava a zaga desprotegida. No meio, Fred e Everton Ribeiro tinham o trabalho de ajudar na armação da equipe. Na ponta esquerda, a estrela do time, Neymar tinha deslocamento livre e muitas vezes flutuava pelo meio. No outro lado, Richarlison ajudava o centroavante Gabriel Jesus no ataque para concluir em gol as jogadas.

O comandante Reinaldo Rueda escalou a Colômbia na formação do 4-2-2. Ospina no gol, era protegido pela dupla de zaga sólida formada por Davinson Sánchez e Yerry Mina. Nas laterais, William Tersillo e Daniel Muñoz pela esquerda e direita, respectivamente. Outra dupla, agora de volantes, Wilmar Barrios mas defensivo e Uribe subia mais ao ataque para ajudar na armação. Nos lados do campo, o lateral na Juventus, mas meia aberto na Seleção, Cuadrado pela direita era a maior jogada de velocidade da equipe. Já pelo lado esquerdo, Luíz Dias entrava mais na área. Na dupla de ataque, Borré e Zapata eram a esperança de gols da equipe.

O Jogo

O Brasil começou melhor na partida, tentando encontrar espaços e furar o bloqueio adversário, mas não poderia prever que seria “ferido” tão rapidamente e com um golaço, logo aos dez minutos. Cuadrado recebendo pelo lado direito do campo, foi para cima do lateral Alex Sandro, e conseguiu o cruzamento na área brasileira, a bola viajou até o segundo pau, e Luiz Días marcou de bicicleta, sem chances para Weverton. Este gol foi o primeiro sofrido pela Seleção no ano 2021, e consequentemente na competição.

Após o golpe, a Seleção Canarinho não conseguiu ser efetiva nos 35 minutos restantes da primeira etapa, e abusou do chuveirinho para área adversária, tendo realizado 14 cruzamentos, mas com só dois se traduzindo em oportunidade de gol. O 1º tempo terminou com o Brasil atrás do placar e tendo que melhorar bastante na segunda etapa, buscando espaços para furar o bloqueio colombiano, que se defendia com duas linhas de quatro atletas bem compactadas. 

No segundo tempo, o técnico Tite tratou logo de modificar a equipe e colocou o Roberto Firmino no lugar de Everton Ribeiro, para jogar mais pelo meio e ajudando Neymar na criação de jogo, buscando o ataque e tentando assustar mais para reagir. Durante o inicio do 2º tempo, o Brasil foi crescendo, decorridos dez minutos, Thiago Silva no campo defensivo deu uma passe que rasgou as linhas colombianas e encontrou o camisa 10 da Seleção dentro da área, ele se esticou para alcançar, mas a finalização saiu fraca, e a bola ficou nas mãos de Ospina.

Minutos depois, novamente Neymar Jr. foi para cima da marcação adversária e quase empatou o jogo. A estrela da seleção verde e amarelo, avançou em velocidade pelo meio, passou pela marcação deixando três adversários para trás e arriscou a finalização com força buscando o canto de fora da área, mas bola vai para fora, passando perto da meta. Melhor chance da equipe brasileira na partida até o momento, mais ainda era pouco.

Aos 20 minutos, o Brasil conseguiu chegar com maior perigo ao gol defendido por Ospina. Roberto Firmino fez boa jogada pelo meio, deu passe de calcanhar para Neymar Jr. dentro da área adversária, e com toda calma, ele driblou o goleiro da Colômbia, perdeu ângulo, mas conseguiu recuperar e finalizar no gol, mas a bola explodiu na trave direita, e a defesa colombiana afastou o perigo na sequência. Após o perigo, o técnico da Seleção Brasileira fez a sua terceira substituição, colocando o meia Lucas Paquetá na partida, para saída de Fred.

A equipe chegou com perigo mais algumas vezes em finalizações de fora da área, com Casemiro que mandou fraco à esquerda do gol, e Lucas Paquetá que isolou em jogada na sequência. A seleção necessitava de um centroavante de área e mais poderio ofensivo pelas pontas, assim, Tite colocou os atacantes Gabriel Barbosa e Everton Cebolinha. Logo após as substituições, o Brasil chegou ao empate com Renan Lodi realizando o cruzamento dentro da área, Roberto Firmino conseguiu o cabeceio, o goleiro Ospina falhou e a bola entrou. Com revisão do VAR para ter emoção, dois minutos depois o tento foi confirmado pelo árbitro Nestor Pitana: 1 a 0.

A validação do gol pós analise do árbitro de vídeo gerou muita confusão e revolta por parte dos atletas da Seleção Colombiana, que durou cerca de 4 minutos e tiveram como alvo o juiz da partida. Com isso, foram acrescidos 10 minutos de tempo extra. Mas as duas equipes mau assustaram os seus arqueiros rivais, sendo uma finalização bloqueada de Danilo o lance de mais perigo por esse tempo.

O placar parecia que não ia mudar, até que em um dos últimos lances da partida, o Brasil descolou um escanteio pelo lado direito do campo, onde Neymar colocou a bola na cabeça de Casemiro no primeiro pau em cruzamento, que marcou e deu a vitória para a seleção verde e amarelo. Fim de jogo, e um 2 a 1 de virada que saiu de bom tamanho para o Brasil, que garantiu sua invencibilidade e a classificação matemática para a próxima fase.

 

Próximos compromissos

Com a vitória pela quarta rodada e a classificação garantida, a Seleção Brasileira fica sossegada na primeira posição com 9 pontos e 100% de aproveitamento na Copa América. O próximo compromisso do pentacampeã é para encerrar a participação do Grupo B nesta fase da competição, contra o Equador no próximo domingo (27) às 18h (horário de Braília) no Estádio Olímpico de Goiás. A Colômbia já realizou as quatro partidas, está na segunda posição com quatro pontos, e depende de outros resultados para se classificar.

VAVEL Logo