Santos decide no primeiro tempo e derrota Coritiba na Vila Belmiro
Foto: Divulgação/Santos

Dentro da Vila Belmiro, o Santos colocou fim na invencibilidade de nove jogos do Coritiba, ao vencer por 2 a 1, placar construído no primeiro tempo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Léo Baptistão e Henrique (contra) garantiram o triunfo do Peixe, enquanto Léo Gamalho marcou de pênalti.

Movimentação e jogador “participando” de dois gols

O Coxa começou empolgado, trocando passes e até obrigando João Paulo a defender nos minutos iniciais. Não demorou para o dono da casa responder e controlar as investidas. Ângelo tocou para Marcos Leonardo. Ele fez o pivô, tocou de letra para Léo Baptistão, que bateu cruzado, rente à trave direita. Andrey tentou avançar pelo meio, mas foi desarmado. Santos aproveitou para armar contra-ataque. Ângelo é aberto na ponta, encarou a marcação e deu bom passe para Baptistão. O atacante finalizou em cima de Alex Muralha. A bola sobra com Ângelo, que mandou de primeira por cima do gol.

A dupla que criava boas oportunidades pelo lado direito alegrou o torcedor ao encontrar o gol.  Ângelo lançou Baptistão no ataque. Ele rolou para Marcos Leonardo. Guillermo chegou a tempo para bloquear o chute, mas a bola ficou viva com o camisa 92. O meia teve apenas o trabalho de escorar.

Ângelo, bastante acionado, tentou deixar o seu. O jovem de 17 anos driblou Willian Farias e bateu colocado buscando o ângulo. O goleiro realizou boa defesa. Andrey, que foi responsável pelo primeiro tento, acabou aparecendo no empate. O volante sofreu um pênalti de Zanocelo. Léo Gamalho deu uma paradinha, converteu no canto esquerdo. O goleiro até acertou, no entanto, não alcançou.

Em jogo bom e movimentado de ambos os lados, a igualdade pouco perdurou. Aos 32, Lucas Pires arriscou de longe. A bola desviou em Henrique, matou Muralha e morreu dentro do gol. Lucas Pires cobra falta em direção ao gol. O chute saiu rasteiro e o arqueiro do Verdão defendeu.

Foto: Divulgação/Coritiba
Foto: Divulgação/Coritiba

Pouca pontaria

O Coxa retornou com a iniciativa depois do intervalo. Alugou boa parte do campo defensivo dos adversários. Léo Gamalho teve duas chances pelo alto. Todas mandadas para fora. O Peixe tinha dificuldades para sair do meio-campo. Com o passar do tempo, as faltas deixaram o jogo mais lento.

Devido a falta de pontaria, o Coxa acertou o alvo apenas aos 28. Robinho abriu com Egídio. O lateral chutou e João Paulo espalmou. A equipe alvinegra conseguiu ameaçar na reta final. Em jogada armada pelo alto, com apenas toque de cabeça, Lucas Barbosa colocou no chão e cruza na segunda trave. Lucas Braga desviou de cabeça, mas Muralha evitou em cima da linha. Na reta final, Lucas Braga tabelou com Angulo, recebeu na área e acabou sendo travado por Castán na hora de finalizar. O Coxa pressionava para evitar sua primeira derrota desde 1º de março, pelo Paranaense. Com uma postura defensiva, o Alvinegro Praiano se segurava e rodava a bola visando o passar do tempo. 

Classificação e novo reencontro

Santos assume o segundo lugar, com quatro pontos. Por sua vez, o Coritiba é o quinto colocado, somando três. Os times voltam a se enfrentar na quarta-feira (20). Dessa vez, pela terceira fase da Copa do Brasil, às 19h30 (de Brasília), no Couto Pereira.

VAVEL Logo