Fortaleza conquista vitória histórica sobre Colo-Colo e se classifica para oitavas da Libertadores
Foto: Divulgação / Fortaleza E.C

O campo era desconhecido e um adversário tradicional no outro lado, nem isso foi capaz de segurar o Leão. O Fortaleza venceu o Colo-Colo, no Monumental de Colo-Colo, por 4 a 3 e está classificado para as oitavas de finais da Libertadores. Em jogo emocionante, o Tricolor se impôs contra os donos da casa, chegando a abrir quatro gols de vantagem, sofreu até uma certa tensão quando o adversário encostou no placar, mas segurou a pressão e garantiu a passagem para a fase mata-mata.

Os gols da vitória leonina  foram marcados por Sílvio Romero (3' 1T), Moisés  (25' 1T, 9' 2T) e Yago Pikachu (16' 2T); Ceballos (Contra, 45' 1T, 19' 2T) e Gil (35' 2T) descontaram para o time chileno.

  • Tricolor atropela no começo do primeiro tempo, mas o Colo-Colo diminui no fim

O Fortaleza não se amedrontou que no outro lado tinha um adversário que já foi campeão da Libertadores e partiu para cima logo no início e inaugurou o placar com apenas três minutos. Em uma ótima jogada de Moisés que passou de cinco de marcadores, ele invadiu à área e tocou para o Sílvio Romero, o argentino deu cavadinha e encobriu o goleiro, fazendo um belo gol, 1 a 0.

O clube chileno só acordou aos 18' e foi aí que apareceu um dos grande destaque do jogo, o Boeck. O meia Ferreyra recebeu na intermediária direita e arriscou de longe, o arqueiro tricolor com uma mão mandou para escanteio. Não adiantou muito um início de pressão do adversário, pois logo depois o Tricolor tratou de marcar o segundo. Em um toque sutil de Lucas Lima, ele encontrou Moisés que livre só deslocou o goleiro e colocou no canto direito, 2 a 0.

Os caciques ainda diminuíram  resultado aos 44',  graças a um gol contra cedido pelo Ceballos. Em um cruzamento de Ferreyra, o zagueiro tricolor dividiu com o Gil e mandou para o próprio patrimônio, terminando o primeiro tempo com o placar de 2 a 1.

  • Leão marca quatro vezes, vê o Colo-Colo encostar no marcador, mas o Tricolor segura a pressão e garante às oitavas 

Vendo que precisava virar para conseguir a vaga, o Colo-Colo partiu para a pressão do Fortaleza e com um minuto teve um cruzamento que passou perto da cabeça de Amor, mas tudo isso foi interrompido com uma expulsão que mudou a partida. Aos 5', Moisés recebeu uma boa assistência na esquerda e antes de invadir a área foi derrubado por Rojas, como era o último homem o árbitro não teve dúvidas, tirou o cartão vermelho do bolso.

A partir desse momento, o Tricolor aproveitou a vantagem numérica e nos contra ataques tratou de matar o confronto. Três minutos depois da expulsão, sempre ele Moisés, o atacante recebeu um passe do adversário, ganhou da marcação e tocou na saída do goleiro Cortes, 3 a 1. Aos 15', apareceu o craque leonino, Yago Pikachu foi servido por Sílvio Romero na direita e chutou embaixo das pernas do arqueiro chileno, 4 a 1.

Mesmo com um a mais o Fortaleza deixou o Colo-Colo descontar a vantagem. Aos 18', em escanteio cobrado por Gil, Ceballos de novo marcou contra, o segundo dele na partida. O clube chileno deu uma certa tensão quando marcou o terceiro, em um levantamento na área de Ferreyra, Lucero ajeitou de cabeça para Gil que pegou de voleio e mandou para as redes, 4 a 3.

Precisando de mais dois gols, o Cacique partiu para a pressão mesmo com uma falta de qualidade e parou na defesa de Boeck. Em umas delas o goleiro tricolor fechou o gol em uma finalização à queima roupa e com isso mantendo o placar. Após o apito final os tricolores comemoram uma classificação que era improvável e seguem fazendo história na competição.

VAVEL Logo