Corinthians fica apenas no empate com Always Ready pela Libertadores
Foto: Divulgação/Libertadores

Na noite desta quinta-feira (26), o Corinthians ficou no empate em 1 a 1 com o Always Ready-BOL na última rodada do Grupo E, pela Copa Libertadores. O gol alvinegro saiu dos pés de Adson, enquanto Borja empatou para os bolivianos na Neo Química Arena.

Pressão, garra e surpresa

A equipe boliviana, já entrou em campo sem chance alguma de classificação para a próxima fase. No entanto, para quem esperava uma partida tranquila e sem tanto ímpeto, se enganou drasticamente. O Corinthians, por usa vez, disputava a liderança do grupo, dentro de casa. Apesar disso, entrou em campo com um time alternativo, e ainda assim, era um time infinitamente superior ao adversário.

Nos primeiros momentos de partida, já dava para sentir como seria o volume de jogo e também a proposta das duas equipes. Gustavo Torres, da equipe boliviana, chegou com extremo perigo pela ponta direita e exigiu, de cara, uma baita defesa do goleiro alvinegro. A resposta Corintiana vinha progredindo cada vez mais, trazendo perigo ao adversário e diminuindo os sustos no campo de defesa. 

Quando o relógio batia a marca dos dezoito para dezenove minutos, Adson abriu o marcador para os donos da casa, após um passe milimétrico de Giuliano. Com o gol saindo cedo, esperava-se que poderia começar um bombardeio e consequentemente um festival de gols, mas não foi bem o que aconteceu. Os donos da casa até chegaram a marcar o segundo, mas houve falta de ataque e a arbitragem anulou o gol.

Mesmo tentando bastante, a bola não entrou mais no gol boliviano. A resposta rival demorou a aparecer, mas quando apareceu, não desperdiçaram. Após saída errada da equipe alvinegra, o presente caiu no pé de Torres, que deixou Borja em ótimas condições para empatar a partida, nos último minuto da primeira etapa.

Ficou na trave

A segunda etapa se fez bastante emocionante. Porém, para os torcedores do Timão, foi um baita teste cardíaco. Com quarenta e cinco minutos para buscar a vitória e sacramentar a liderança do Grupo E, o alvinegro jogou na maior parte do tempo com todos seus jogadores dentro do campo adversário. Sofreu alguns sustos quando sem a bola, mas agrediu bastante e faltou um pouco de sorte.

Com sua equipe dominando todos os setores do campo, mas sem conseguir chegar ao gol, estava na hora de lançar jogadores mais experientes que estavam sendo poupados, no banco de reservas. Willian, Renato Augusto e Róger Guedes foram para jogo. Apesar de abrir a marcação adversária, criar novas grandes oportunidades e trazer profundidade ao ataque, o gol não saía.

Com a tensão e sabendo que o adversário do grupo estava vencendo e isso tirava sua liderança do Grupo E, o Corinthians tentou agredir ainda mais. No entanto, a noite do arqueiro Galarza era, simplesmente, fantástica. Com várias defesas grandiosas, muitas delas até milagrosas, o ataque alvinegro não comemorava o gol. Willian e Bambu ainda mandaram duas bolas na trave, que não entraram, para desespero da torcida e do banco de reservas.

Apesar de toda a insistência e do alto volume de jogo na segunda etapa, o Timão não conseguiu sair do empate, graças à Galarza, numa noite incrível e a falta de sorte, com as bolas parando na trave.

Situação e próximos confrontos

Com o empate dentro de casa e a vitória pela liderança do grupo, Boca Juniors, o Timão se classificou em segundo pelo Grupo E e os argentinos em primeiro. Com isso, o Corinthians terá nas oitavas algum dos primeiros colocados da fase de grupos da primeira chave. O sorteio acontece nesta sexta-feira (27), às 13h.

O Corinthians entra em campo novamente no domingo (29), contra o América-MG em São Paulo, às 18h, pelo Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo