Ceará perde para Avaí e volta à Série B após cinco anos na elite
Natanael abriu o placar em Floripa (Foto: Fabiano Rateke/Avaí FC)

Após cinco temporadas consecutivas na primeira divisão, o Ceará vai voltar à Série B em 2023. Nesta quarta-feira (9), pela penúltima rodada do Brasileirão 2022, o Vozão perdeu para o rebaixado Avaí por 2 a 0, na Ressacada, e terá o mesmo destino do seu rival no ano que vem. Natanael e Sarará fizeram os gols da partida no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Primeiro tempo fraco

Apesar da necessidade da vitória, o Ceará não se impôs na primeira etapa. O Vozão finalizou mais do que o dobro em relação ao Avaí - sete a três -, mas nenhum chute foi na direção do gol.

A primeira chance foi aos 7, quando, após cruzamento de Nino, Vladimir saiu mal e Mendoza, surpreso, perdeu a chance. A bola bateu nele e passou na frente do gol. Já o Avaí, aos 11, assustou quando Lucas Ventura arriscou da entrada da área e mandou perto do ângulo de João Ricardo.

Nino Paraíba, que começou como uma arma importante do Vozão, acabou substituído antes dos 20 minutos por lesão. O Ceará não conseguiu estabelecer um volume de jogo, enquanto o Avaí, em jogadas de velocidade com Pablo Dyego e Vitinho, criou algum perigo em transições.

Já na reta final, o Ceará conseguiu algumas oportunidades em sequência. Aos 37, após cruzamento de Victor Luís, Jô ajeitou de cabeça e Mendoza finalizou de primeira, por cima do gol. Cinco minutos depois, Luiz Otávio mandou para as redes após escanteio cobrado na área, porém a arbitragem apontou impedimento. Aos 45, foi a vez do Avaí assustar, após pivô de Marcinho, mas o chute de Eduardo foi por cima.

Apático, Ceará perde pênalti, o jogo e a vaga na elite

O Avaí voltou melhor no segundo tempo e, logo aos 5, complicou ainda mais a vida do Ceará. Natanael trouxe da esquerda para dentro e, com o pé direito, tocou no canto do gol de João Ricardo, fazendo 1 a 0 para os mandantes.

Precisando da virada, o Ceará tentou ir para cima, mas foi um time bagunçado e, até certo ponto, apático. A chance do jogo mudar veio aos 18, quando, após checagem no vídeo, o árbitro marcou pênalti de Marcinho em Luiz Otávio. Mendoza foi para a cobrança e mandou no canto esquerdo, Vladimir pegou e o colombiano teve nova chance. Ele dominou e encheu o pé, mas o goleiro salvou outra vez e a bola ainda explodiu na trave antes de sair.

Depois disso, o interino Juca Antonello fez alterações ofensivas, mas o Ceará não pressionou em nenhum momento e ainda deu espaços para o contra-ataque e viu o Avaí assustar. Aos 39, Natanael cobrou escanteio na primeira trave e Wellington subiu bem, mas tocou sobre o gol.

Aos 43, após contra-ataque puxado pela esquerda, Pablo Dyego conectou Lucas Ventura, que ganhou de Lima e chutou de canhota, mas acertou a trave. Dois minutos depois, o golpe de misericórdia veio. Natanael cobrou falta lateral na área e Sarará, de cabeça, ampliou na Ressacada, decretando o destino do Ceará para 2023.

Classificação e próximos jogos

Quebrando uma sequência de nove jogos sem vitórias, o Avaí vai aos 32 pontos, ainda na penúltima colocação. O Ceará é o 18º, com 34, e não consegue mais alcançar o Cuiabá, que tem 38.

Na rodada final do Brasileirão, o Avaí visita o Flamengo no sábado (12), às 16h. Já o Ceará enfrenta o Juventude, outro time rebaixado, no domingo (13), às 16h, no Castelão.

VAVEL Logo